terça-feira, janeiro 05, 2021

Bridgerton, a série. #Netflix


Após um longo e tenebroso inverno período, estou de volta. Ainda devagarzinho, mas voltando.

E pra (re)iniciar, nada melhor que um bom romance de época, né. A série Bridgerton é a sensação do momento. De modo geral, eu gostei bastante, mas tenho algumas ressalvas.

A 1ª coisa para se aproveitar melhor a série é se esquecer dos livros. Ou pelo menos em parte. São duas mídias diferentes- e uma adaptação audiovisual nunca será igual ao produto original.




*Confesso que, de início, achei estranho o elenco multirracial, mas foi algo momentâneo. A pluralidade sempre faz bem. Sem contar, que estudos históricos apontam que a Rainha Carlota (ou Charlotte) tinha ascendência africana. Eu apenas não gostei da atriz. Aquela cara de que sempre estava de mau humor ou que algo estava fedendo me irritou. Não sei se era pra ser engraçado, mas não curti.

*Falando em elenco, no geral, achei os atores okay. Ninguém extraordinário mas também comprometeu o resultado final. Só não achei ninguém lindo de morrer. O Duque é extremamente sexy, mas o resto achei bem bleh.  Nenhuma beleza inconteste como descrito nos livros.

* Esperava uma Lady Danbury diferente. Achei a atriz muito jovem e nada daquilo que eu estava esperando. Faltou humor à personagem.

*Aliás, Humor é algo que eu senti falta na série. Uma das coisas que eu mais gosto nos livros da Julia Quinn é justamente o humor, a ironia fina.

*Eloise tá a cara da Bernadete de Chocolate com Pimenta.

* Se o Duque é o mais sexy, Penélope é a melhor personagem. E Marina, de longe, a pior.

*Aliás, por que enfiaram essa Marina na história? É a mudança mais evidente em relação ao livro e só serviu pra passar raiva. Além de uma sonsa, insuportável, mudou totalmente a personalidade do Colin.

*Adorei a cumplicidade de Eloise e Benedict (mais até do que Eloise e Penélope) e espero que não inventem moda em relação à ele. Acho o máximo ter um personagem LGBT+ em uma história de época, mas ele já tem dona!

* Esperava mais da "conversa" entre Daphne e Violet. No livro, a cena é hilária. Na série, passou batida. Nem emocionante foi.

*No inicio,  não estava gostando muito do Anthony mas com o passar dos episódios, ele foi me conquistando. Acho que foi o personagem que mais cresceu.

*E o que era aquela franja da Daphne? Ela cortou sozinha? Sem contar que estava torcendo mais pro Príncipe do que pro Duque. 

Ah, e episódios de quase 1 hora de duração... pra quê?!

Bridgerton é um grande romance água-com-açúcar e é ótimo no que se propõe. Diverte, distrai e emociona. 

Não é uma série perfeita, mas já estou na torcida por novas  temporadas!

(Ah, e não gostei que revelaram *o* segredo logo de cara.)





NOTA: 8/10




photo Thais1_zpssfusghrx.gif