segunda-feira, novembro 08, 2010

Ela Foi até o Fim, de Meg Cabot (Chick-Lit, Romance Contemporâneo)

Photobucket
Título Original: She Went all the Way
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Gênero: Romance Contemporâneo
Temas: Chick-lit, Segunda Chance, Amor e Ódio, Mistério, Aventura, Cinema
Período: Atual
"Lou Calabrese é uma roteirista de sucesso – já escreveu vários roteiros de ação que renderam milhões de bilheteria e até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu deixá-la pela estrela principal! E agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor."









Primeiro livro que eu leio da Meg Cabot- pelo menos, assinando como Meg Cabot (já havia lido ela assinando como Patricia Cabot)- e não fiquei decepcionada. O livro é deliciosamente divertido!

A estória é uma mistura de chick-lit e suspense romântico com ótimas pitadas de humor e aventura. Ela foi até o fim é daquele tipo de livro que a gente lê em 'uma sentada'.

A melhor sinopse, que eu, pessoalmente, achei do livro, foi a que encontrei na contra-capa do original, norte-americano (esse hífen ainda existe ou não? *Odeio essa nova reforma ortográfica*)

Success hasn't spoiled screenwriter Lou Calabrese -- it's just given her a taste for luxury. And it's put her in some bizarre situations -- like in a helicopter en route to the wilds of Alaska, sharing too-close quarters with the last man she wants to be with: Jack Townsend! Once a sexy nobody whom Lou helped make a somebody, Jack's just been dumped by a high-profile Hollywood airhead -- who's eloped with Lou's longtime love! So what else could go wrong? Well... Their pilot could try to shoot the most adored man in America. They could crash land in the icy, mountainous middle of nowhere. And at the worst possible moment, when survival should be their only consideration, Jack could start wondering if maybe he wasn't a wee bit too hasty for not giving this sexy screenwriter a second look -- while Lou could start noticing how superstar Jack is kind of hot after all ...

(Google Translate- cuidado!:

O sucesso não havia deslumbrado a roteirista Lou Calabrese - só havia dado a ela um gosto pelo luxo. E colocá-la em algumas situações bizarras - como em um helicóptero rumo ao Alasca, a partilha de quartos muito de perto com o último homem que ela quer ficar com: Jack Townsend! Uma vez que a ninguém sexy quem Lou ajudou a fazer um alguém, Jack acaba de ser despejado por uma cabeça oca de Hollywood de alto perfil - quem fugiu com o amor de longa data da Lou! Então, o que mais poderia dar errado? Bem ... Seu piloto poderia tentar atirar no homem mais adorado da América. Eles poderiam fazer um pouso no gelo, no meio do nada montanhosas. E no pior momento possível, quando sobreviver deveria ser a sua única consideração, Jack poderia começar a se perguntar se talvez ele não era um bocadinho precipitada para não dar esse roteirista um segundo olhar sexy - enquanto Lou poderia começar a perceber como superestrela Jack é tipo de quente depois de tudo ...)

*********************
O livro tem um dos maiores clichês dos Romances: a relação amor-e-ódio. Eles estão presos em uma geleira no Alaska e se odeiam. Claro que nós sabemos no que isso vai dar, né? Altas cargas de desejo reprimido! Confesso que a autora poderia ter explicado melhor (na verdade, não teve nenhuma explicação, se quer saber!) do por quê de Lou odiar tanto Jack.

O fato é que a relação entre Lou e Jack é explosiva- mas os dois tem que aprender a conviver um com o outro a fim de sairem daquela situação vivos. Preparem-se para muita tensão sexual! E sim, as cenas de romance são ótimas!

Uma das boas sacadas do livro é que Meg Cabot não se condicionou somente à relação entre os dois; ela não centralizou a estória apenas na situação em que o casal protagonista estava vivendo, mas também mostrou a reação e ação das outras personagens. E é claro que muitos filmes são mencionados no decorrer da trama, o que torna o livro ainda mais divertido, principalmente se você for um fã da sétima arte.

Sinceramente, tive uma certa dificuldade em escrever esta resenha- não conseguia encontrar as palavras certas, principalmente. Talvez seja melhor encerrar por aqui com minha singela opinião a respeito de Ela foi até o Fim: Adorei.

Este não é um livro infantil


Apesar de ter sido lançado pela Galera Record, o livro não é um YA mas sim um Romance Contemporâneo, um chick-lit. Este não é, de forma alguma, um livro para adolescentes de 13, 14 anos.


A Capa

Um outro detalhe é em relação a capa nacional. Achei-a linda, sem dúvida muito melhor do que a americana (que sandália horrorosa é essa?!) porém, eu não pude deixar de ter a impressão de que quem fez a capa leu apenas a sinopse e não o livro; primeiro, parece a capa de um YA, o que, como eu já disse, não é o caso desse livro; a garota está parecendo uma adolescente- Lou tem 29 anos e é ruiva. As botas...é dito várias vezes que ela está de salto alto. E para finalizar, que presentinho é esse?! Faria muito mais sentido se ela estivesse carregando um laptop...

Outras Capas

PhotobucketPhotobucket

**
ETCs

EXTRAS
Site da Autora: http://www.megcabot.com/
Facebook FanPage http://www.facebook.com/megcabot
Twitter: http://twitter.com/megcabot

Primeiro Capítulo: Aqui



Cotação:

4.5/5

Share |

 

Reações: