quarta-feira, maio 23, 2012

A Esperança de Amar, de Diana Palmer [Maratona de Banca]



Título Original: Diamond Girl/ The Cowboy and the Lady
Autor: Diana Palmer
Editora: Harlequin
Coleção: Desejo 82
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Romance de Banca, Amor e Ódio, Secretárias, Cowboys, Segunda Chance
Período: Anos 80. EUA.
Artimanhas do Amor
Kenna Dean nunca pensou que se uniria a seu intempestivo chefe, Regan Cole. Mas de repente ela se vê envolvida em um plano maquiavélico arquitetado por Regan para pôr fim aos casos extra conjugais do irmão dele, Danny. Porém, o plano faz com que Regan e Kenna se aproximem cada vez mais, e o feitiço pode virar contra o feiticeiro...

Coração de Caubói
Ao reencontrar Jace Whitehall, o caubói de quem fugira no passado, Amanda Carson fica dividida entre o ódio mortal e a inegável força do desejo que persiste entre eles. Jace, por sua vez, ainda espera retomar o que haviam começado. Porém, segredos antigos precisam ser revelados, e a única esperança será o amor...





A Esperança de Amar contém duas estórias da Tia Palmeirão. A primeira delas, Artimanhas do Amor foi a que eu escolhi para a Maratona de Banca deste mês, cujo tema era Secretárias. [Minha Lista]

Artimanhas do Amor é um romance antigo de Diana Palmer. Eu já havia visto o filme baseado no livro certa vez no Canal Viva, mas era muito ruim mesmo. A mocinha tinha uma cara de palerma e o mocinho era feio demais.

O livro é muito mais divertido!

Aliás, quem está acostumado com as cavalgaduras típicas dos mocinhos palmerianos pode até se surpreender aqui. Não vou dizer que Regan seja o mais e bonzinho dos homens mas ele é firme quando deve ser e romântico nas horas certas. Uma surpresa, se tratando de Tia Palmeirão. De certa maneira, a primeira vista, ele nem é “O” mocinho. Seu papel inicial é de “fada madrinha” da secretária tímida e desajeitada, Kenna, e e seu irmão galã, Denny. É claro que as coisas não vão sair conforme o planejado...

Kenna é uma jovem “sem graça”que trabalha em escritório de advocacia que pensa estar apaixonada por seu chefe, Denny. O problema é que ele não consegue ver nela nada além de de uma eficiente funcionária. Além disso, ele vive cercado de mulheres lindas e “glamourosas, incluindo uma misteriosa e bela argentina. Regan é o sócio e irmão mais velho de Denny e está com medo que este caia nas garras de alguma interesseira- então, por que não fazê-lo se interessar pela doce secretária? Bem, ela vai precisa de um banho de loja e de umas aulinhas e...

Talvez a Fada Madrinha tenha até que ensinar essa “cinderella” a beijar!

A nossa secretária- cinderella, é uma típica mocinha Diana Palmer, com seu jeitão inocente e sem papas na língua. O diferente aqui é que ela vai se apaixonar justamente pela “Fada Madrinha” e não pelo príncipe bonitão. Além disso, em vez das brigas e abusos de sempre, temos uma amizade crescendo entre os dois protagonistas.

Kenna e Regan se completam. Eles combinam- até mesmo quando estão com implicância um com outro. A gente quer que eles terminem juntos. É uma química perfeita.

Artimanhas do Amor é uma estória leve e divertida, que deixam a gente com um sorriso no canto da boca. Recomendo!

4/5

Coração de Cowboy


Primeiramente, apesar do que está escrito na contra-capa, esta estória NÃO faz parte da série Homens do Texas [Série Homens do Texas]

Se na primeira estória, o mocinho nem parecia Diana Palmer- ou era um DP bem bonzinho, aqui... esqueça Rodrigo Ramirez ou Colby Lane! Jace Whitehall é o cão!

Ô homí péssimo! Sério, eu estou acostumada aos grosseirões Palmerianos. De certa forma, até fazem parte de do “charme” deles... mas aqui, vou te contar. Não teve charme que deu pra aturar tamanha cavalgadura. Especialmente quando não existe um motivo plausível para isso. Ele é grosso até com a própria mãe!

E a mocinha é uma bananona de marca maior! Tudo bem que ela precisa que ele assine um contrato mas isso não significa que ele pode humilhá-la a qualquer hora, né? Argh! Fiquei revoltada! E pior! Depois da humilhação tentava dar uns agarro na moça pra depois brigar novamente.

Esquizofrenia bipolar, a gente vê por aqui.

Sério, eu fiquei tão revoltada com Jace e incomodada com Amanda que não consegui curtir o romance. Apesar de ter aquela típica cena final cheia de lágrimas e pedido de perdão eu queria muito que ela tivesse dado um bom chute vocês sabem aonde e ido embora com um cowboy bonitão vizinho. Ou mesmo se fosse um horroroso pé-rapado. Qualquer um era melhor do que aquele chatonildo do Jace. E tenho dito.

2/5



Outras Capas

Mas vamos combinar que a capa original de Coração de Cowboy é BEM mais interessante, né?

Site: http://www.dianapalmer.com/

O PS: Não sei de onde a Harlequin Brasil tirou que o aniversário da Titia é hoje (23/05) mas ela assopra  as velinhas em Dezembro! #confusão

Reações: