segunda-feira, junho 13, 2011

123 anos de Fernando Pessoa

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."

Fernando Pessoa / Alvaro de Campos, A Tabacaria

Doodle do Google em homenagem aos 123 anos de nascimento de Fernando Pessoa.


"Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias." 

Hoje, 13 de junho, é celebrado o aniversário de nascimento de um dos maiores poetas de lingua Portuguesa- melhor dizendo, um dos maiores poetas do mundo. Não pretendo escrever aqui uma biografia ou análise de sua obra. Já existem dezenas, milhares de livros, blogs, sites que já fazem isso. Não. Este post é somente uma pequena homenagem. Um pequeno tributo.
 Fernando António Nogueira Pessoa (1888-1935, Lisboa)

"Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!

Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!
Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena. "
Fernado Pessoa, Mar Portugês.

**
"É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter sua torrente!

Como é por dentro outra pessoa?

Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma

Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo."

"Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?"


Saiba Mais sobre Ferando Pessoa e seus heterónimos: AQUI
Um pouco da obra de Pessoa: http://pensador.uol.com.br/autor/fernando_pessoa/

Reações: