quinta-feira, junho 09, 2011

Anna e o Beijo Francês, de Stephanie Perkins

Título Original: Anna and the French kiss
Autor: Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Gênero: Jovem Adulto
Temas: Romance Contemporâneo, Viagem, Primeiro Amor, Amizade
Período: Atlanta/ Eua e Paris/França. ATUAL

“Isto é tudo o que sei sobre a França: Madeline, Amélie e Moulin Rouge. A Torre Eiffel e o Arco do Triunfo também, embora eu não saiba qual a verdadeira função de nenhum dos dois. Napoleão, Maria Antonieta e vários reis chamados Louis. Também não estou certa do que eles fizeram, mas acho que tem alguma coisa a ver com a Revolução Francesa, que tem algo a ver com o Dia da Bastilha. O museu de arte chama-se Louvre, tem o formato de uma pirâmide, e a Mona Lisa vive lá junto com a estátua da mulher sem braços. E tem cafés e bistrôs — ou qualquer nome que eles dão
a estes — em cada esquina... Não é que eu seja ingrata, quero dizer, é Paris. A Cidade Luz! A cidade mais romântica do mundo.”


Anna Oliphant não está nada entusiasmada com a ideia de se mudar para Paris, já que seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Anna prefere ficar em Atlanta, onde tem um bom emprego, uma melhor amiga fiel e um namoro prestes a acontecer.Mas, ao chegar a Paris, Anna conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito. Só que Etiénne, além de tudo, tem uma namorada... Anna e Etiénne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?
Stephanie Perkins escreveu um romance de estreia divertido, com personagens espirituosos que garantem dedos formigando e corações derretendo.
Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?




Eu simplesmente amei o livro. Anna e o Beijo Francês é uma leitura leve e simples que cativa o leitor completamente. Não tem como não se apaixonar pelas aventuras e desventuras da adolescente Anna em Paris.

A estória é bem simples. Começa quando Anna, uma jovem americana de 17 anos, é ‘obrigada’ pelo pai a estudar o último ano do Ensino Médio (High School) em um internato em Paris. Anna não tem nada contra Paris ou a França mas ela está menos que entusiasmada com idéia- afinal, o que ela vai fazer sem a melhor amiga Bridge e o ‘quase’ futuro namorado Toph?

Em Paris, ela conhece novos colegas- entre eles Etienne St. Clair. Etienne é lindo, simpático, divertido e tem um maravilho sotaque britânico (apesar de ter nascido nos Estados Unidos, ele foi criado em Londres). Etienne é tudo bom e a ‘simpatia’ entre ele e Anna quase que imediata. Logo eles se transformam em melhores amigos e poderiam ser ‘muito mais’ se não fosse por um ‘pequeno’ detalhe: ele tem namorada.
Anna e o Beijo Francês é sobre essa amizade que quer ser algo mais mas também é sobre as dificuldades de Anna em uma cidade estranha, em um país estranho- onde ela nem sabe falar a língua. O livro é um YA mas ele não está restrito apenas a adolescentes. Pelo contrário. É o tipo de leitura para todas as idades. Sim, ele também fala das dificuldades em se tornar adulto, a dificuldade de afirmar- mas, diga, quem, qualquer idade que tenha, não se sentiu ‘perdido’ uma vez na vida?

Normalmente, eu não gosto de livros escritos em primeira pessoa- principalmente quando é uma mulher (geralmente as personagens são extremamente irritantes) mas aqui este fato não me incomodou nem um pouco.

"I'm a little distracted by this English French American Boy Masterpiece." 

A protagonista, Anna, é ótima. Claro que ela não é perfeita, nem belíssima e sim, ela tem uma tendência para o ‘drama’ mas em nenhum momento ela é chata ou insuportável (por favor, autoras de YA e chick-lit: mirem-se no exemplo de Stephanie Perkins- uma mocinha/protagonista não precisa ser irritante!). Outro aspecto que gostei em Anna foi que ela adora cinema.

Étienne é o máximo. Sério, eu queria um que nem ele pra mim (tudo bem, uns 20 anos mais velho, mas mesmo assim...) Ele é típico cavalheiro: simpático, amigo, divertido, lindo... não tem como não se apaixonar.
A autora é muito feliz em não fazer um livro com ‘emoções apressadas’ onde o ‘Eu te Amo’ aparece logo na terceira cena. Não, as emoções e sentimentos vão surgindo suavemente, a partir que a amizade entre Anna e Étienne cresce. É delicioso perceber o amor, a paixão nas meias palavras, no olhar.

"I love you as certain dark things are loved, secretly, between the shadow and the soul."  


Os livro tem ótimas passagens sobre Paris- descrevendo, sem parecer maçante, ruas e monumentos. A autora nos faz sentir como se estivéssemos realmente na cidade-luz. Paris é realmente uma cidade maravilhosa.

"Will you please tell me you love me? I’m dying here." 

Eu também não posso deixar de de mencionar o pai dela. Não tem como não fazer uma relação entre a descrição dele e o famoso autor Nicholas Sparks. O pai de Anna é descrito como um homem de compleição forte, bronzeado artificialmente... mas o principal: ele é um famoso autor de bestsellers medíocres com finais tristes mas que a mulherada adora. Fiquei com a impressão que Perkins não é muito fã de Sparks (pessoalmente, mais um ponto pra ela).


"Is it possible for home to be a person and not a place?"

Em suma, Anna e o Beijo Francês é uma ótima leitura. É o típico livro para se divertir, se emocionar. Ele não contém riquinhos esnobes (certo, eles não são ‘pobres’ pois para se estudar naquele colégio, um pouco de dinheiro tem que ter, né?), nem pobres revoltados ou vampiros apaixonados ou adolescentes paranormais. Não, Anna e o Beijo Francês possui apenas personagens ‘comuns’, com situações ‘comuns’. E é por isso mesmo, um livro maravilhoso.

Recomendo. E muito.

Onde Comprar: Livraria Cultura|Saraiva

Série

Anna e o Beijo Francês Não faz parte, exatamente, de uma série, mas a autora vai lançar dois ‘companion pieces’ do livro:


Anna e O Beijo Francês- Lançado em 2010 (No Brasil, em 2011)

Lola and the Boy Next Door- Previsão de Lançamento: Setembro de 2011

Isla and the Happily Ever After - Previsão de Lançamento: Outono de 2012


A Edição

Eu li a versão em inglês, por isso não posso opinar sobre o livro traduzido.
Curiosidade: French Kiss ( Beijo Francês, em Inglês), para quem não sabe, é uma expressão que significa ‘beijo de língua’.

Outras Capas:




ETCs
BookTrailers





EXTRAS
Site da Autora: http://www.stephanieperkins.com
No site da autora tem até uma Playlist para o livro. Muito legal.
Facebook FanPage http://www.facebook.com/stephanieperkinsbooks
Twitter: http://twitter.com/naturallysteph
Twitter do Livro (em português): http://twitter.com/annaeobeijo
Facebook FanPage do Etiennehttp://www.facebook.com/pages/Etienne-St-Clair/180215728679509

Cotação:
5/5

Reações: