quinta-feira, dezembro 06, 2012

[Resenha] Desejo Subtil (Segredos de Uma Noite de Verão) - Lisa Kleypas

Desesperada, só pedia que ele não a tocasse que mantivesse a promessa de não a seduzir. Porque, caso contrário… não estava nada certa de conseguir resistir.
Quatro jovens da sociedade elegante de Londres partilham um objetivo comum: usar os seus encantos femininos para arranjarem marido. E assim nasce um ousado esquema de sedução e conquista.

A delicada aristocrata Annabelle Peyton, determinada a salvar a família da desgraça, decide usar a sua beleza e inteligência para seduzir um nobre endinheirado. Mas o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle – o plebeu arrogante e ambicioso Simon Hunt – deixa bem claro que tenciona arruinar-lhe os planos, iniciando-a nos mais escandalosos prazeres da carne.
Annabelle está decidida a resistir, mas a tarefa parece impossível perante uma sedução tão implacável… e o desejo descontrolado que desde logo a incendeia.
Por fim, numa noite escaldante de verão, Annabelle sucumbe aos beijos tentadores de Simon, descobrindo que, afinal, o amor é o jogo mais perigoso de todos. .




Primeiramente, antes de mais nada, é preciso dizer que o título em Português, refere-se à edição portuguesa do livro (eu li no original). Sim, isso quer dizer que o livro não foi lançado em terras brasileiras. Outro ponto é que justamente a edição portuguesa, ou melhor dizendo, o título e a capa da edição Portuguesa dão uma ideia errada sobre o livro. Desejo Subtil não é um livro erótico, nem mesmo fortemente sensual. Sim, a temperatura sobe em alguns momentos não o suficiente para classificar a obra desse modo.

De qualquer forma- e o mais importa- é que o livro é muito bom. Uma delícia de leitura.

O livro é o primeiro da série Wallflower (À flor da pele, em Portugal. Mais uma vez um nome que dá uma impressão errônea). A série fala sobre quatro amigas “encalhadas”( Wallflowers, em uma interpretação livre) que estão –loucamente- a procura de um bom partido.

Desejo Subtil conta a estória de Annabelle Peyton, uma jovem aristocrata falida que precisa desesperadamente se casar para conseguir sanar as dívidas da família. Annabelle, apesar de estar “matando cachorro a grito” quer alguém não só com dinheiro mas sim de seu meio (um também aristocrata). O problema é que o único que parece se interessar por ela (e ela por ele, sejamos sinceros!) é o intempestivo e sedutor Simon, um “simples” investidor, filho de um açougueiro. Simon tem muito mais dinheiro que muito duque e marquês, porém não tem “sangue azul”. E para Annabelle isso é imperdoável.

Como vocês podem ter percebido, nas entrelinhas, Annabelle não é uma pessoa fácil. Mesquinha e mimada, apesar dela se dar conta da situação em que se encontra, é uma pessoa tão preconceituosa e orgulhosa que não consegue enxergar além do próprio mundinho. Para ela, Simon é errado simplesmente por não ter nascido na família certa. O caráter parece não ter muito valia para ela, mas sim a posição social.

Sim, ela é uma personagem difícil. Pelo menos na primeira metade do livro. Porém, algo que eu gostei muito na leitura é que Annabelle cresce no decorrer da leitura; é possível notar claramente o desenvolvimento da menina mimada e chata pra mulher adulta. Por outro lado, Simon é um personagem fascinante desde o início. Não, ele não é aquele tolo herói romântico. Pelo contrário, assim como Annabelle, o rapaz é uma pessoa de opinião – e opiniões muito fortes e , por vezes, tem a tendência de tirar conclusões erradas (e quão mocinho romântico não as tira, hein?) porém, em nenhum momento ele é preconceituoso ou desdenha de alguém devido a sua origem. Ao contrário de tantos heróis marqueses e duques, Simon é quase um homem comum, uma pessoa que lutou para chegar onde chegou.

Na primeira metade do livro, a personalidade de Annabelle me atrapalhou um pouco a leitura. Não sei quanto a vocês, mas quando a protagonista é chata e mesquinha, fica difícil gostar do livro. O que salvava era Simon. Porém, como eu disse, Annabelle cresce e isso faz toda a diferença.

O livro ainda apresenta personagens coadjuvantes bem cativantes, como as amigas “encalhadas” de Annabelle. Gostei bastante da tímida mas os que mais se destacam são mesmo Marcus, o melhor amigo de Simon, e uma das amigas de Annabelle, Lilian. Os dois se “odeiam” mas já sabem, né? Achei a Lilian um porre (detesto gente mandona) mas Marcus é aquele ranzinza adorável. Super preconceituoso e cabeça-dura, mas adorei! Fazer o quê? :D

Desejo Subtil é um livro que vai te conquistando aos poucos. No início eu não tava dando muita bola pra estória mas quando me dei por mim, estava totalmente fisgada. A estória tem a aquela combinação perfeita de romance, drama e pitadas de humor. E o melhor, os personagens não são estáticos, unilaterais.

Além disso, a parte romântica está ótima. Por mais que briguem e sejam opostos em muitas maneiras, Simon e Annabelle foram feito para o outro.

Recomendo!

ETA: \o/ A editora Arqueiro acaba (julho de 2015) de lançar o primeiro livro da série Wallflowers (As Quatro Estações da Amor). Este primeiro livro saiu com o título Segredos de uma noite de verão. :)

Aqui está a capa brasileira:



Título Original: Secrets of a Summer Night
Autor: Lisa Kleypas
Editora: 5 Sentidos (Portugal)
Gênero: Romance Histórico
Série: Wallflowers (à Flora da Pele)- Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Casamento de Conveniência, Amor e Ódio
Período: Era Vitoriana. Inglaterra.



A Série*

Livro 0.5- Again the Magic
Livro 1- Desejo Subtil
Livro 2- Sedução Intensa (It Happened One Autumn)
Livro 3- Devil in Winter
Livro 4- Scandal in Spring
Livro 5- A Wallflower Christmas

*os títulos em Português referem-se à edições portuguesas.


Outras Capas:

Cotação:

4/5

Reações: