terça-feira, dezembro 21, 2010

Desafio Literario: "O Coração de Sofia", de Lori Wick


Título Original: Sophie’s Heart 
Autor: Lori Wick  
Editora: United Press (Hagnos) 
Gênero: Romance  
Temas: Segunda Chance, Religião, Literatura Cristã 
Período: Final dos anos 80/ Início da década de 90- Século 20.  

"Um viúvo solitário, uma mulher longe de casa . Será que descobrirão um dia o que seus corações buscam? Depois da trágica morte da esposa, alec riley luta para juntar os fragmentos de sua vida. Ele e os três filhos estão mergulhados no sofrimento até que Sofia entra inesperadamente em suas vidas . Ao deixar sua terra natal, a checoslováquia, sofia descobre que o país que parecia conter promessas tão brilhantes está muito distante do que sonhara. Sofia, uma mulher culta e educada, acha-se agora trabalhando como governanta na casa de Alec e sua família.
Como Sofia encontrará paz em seu novo emprego? Deus fará uso de seu espírito amoroso para ajudar na cura do coração partido de Alec? A autora dos best-sellers the pursuit (a busca), bamboo and lace (bambu e renda), e every little thing about you (cada pequena coisa sobre você), conta uma história carinhosa e comtemporânea sobre as ternas misericórdias de deus e sua interferência cheia de amor na vida de uma família."





E chegamos a Dezembro...
.............................................................................
DESAFIO LITERÁRIO 2010
Dezembro: Coração
Finalmente estou conseguindo postar: Minha conexão tá uma.... %4#2 tristeza!
Minha Lista

Este talvez tenha sido um dos livros (com o qual) que eu encontrei maior dificuldade para resenhar.

A primeira coisa a ser dita, acredito eu, seja: Eu não simpatizo com Religião. Não estou falando de religiosidade (se você é devoto de Maomé, Cristo, Deus, Jeová, Buda e isto lhe faz bem e você não causa mal a ninguém devido a sua fé, tudo bem). O problema, a meu ver, está na Religião. A Instituição. Me aborrece profundamente notar como algumas religiões (ou melhor dizendo, seguidores de certas religiões) se julgam superiores.

Não gosto quando vejo aqueles adesivos tipo ‘Só Jesus Salva’. A questão não está no Jesus mas no ‘Só’. Você pode acreditar que só Jesus salva- mas isto não significa que *apenas* ele salve- pois, se for assim, então quer dizer que todos os Judeus, Muçulmanos, Ateus, Agnósticos merecem o inferno?

A *sua* fé não deve menosprezar a fé alheia. Você pode não concordar mas, nunca, nunca, desmerece-la.

Me entristece quando um evangélico chuta a imagem de Santa Maria, quando um católico menospreza um evangélico; quando um muçulmano é taxado de terrorista...

Eu acredito na lei da Ação e Reação. Façao bem e você receberá o bem de volta. Seja justo e você será recompensado- não importa a religião que você tenha/acredita, não importa no que você acredita. Existem pessoas boas e ruins em qualquer parte, em qualquer segmento, em qualquer religião. A *sua* religião não é melhor que as outras. E também não é a pior.
Aceite as diferenças. Seja tolerante.

Bem, vocês devem estar se perguntando por que eu estou falando tudo isso. O Coração de Sofia é um livro de literatura cristã e quando soube deste fato fiquei um pouco com o pé atrás. Não queria uma obra cristã-panfletária, se vocês me entendem. Contudo, ao mesmo tempo, a sinopse me parecia bem interessante...
E assim começou a leitura...

E eu pouco a pouco fui amando o livro. O Coração de Sofia é um daqueles livros que quando você começa não consegue parar mais de ler. Em alguns momentos o ritmo é até um pouco lento mas parece que não conseguimos nos dar conta disso.

O livro fala sobre segundas chances, sobre mudarmos o curso de nossas próprias vidas. Sofia é uma imigrante da antiga Tchecoslováquia que está nos Estados Unidos em busca de novas chances (a estória se passa no final dos anos 80- quando a Tchecoslováquia era um país comunista). Alec é um viúvo, pai de três filhos, que recentemente perdeu a esposa em trágico acidente.

O destino faz com que Sofia vá trabalhar na casa de Alec. É interessante como a autora vai tecendo pouco a pouco as personalidades e os sentimentos das personagens. À princípio, Alec e os filhos tratam Sofia como se ela fosse uma ignorante apenas devido ao fato de que ela não fala inglês perfeitamente. Por sua vez, Sofia percebe que a América que ela imaginava não corresponde exatamente com a realidade.

O livro fala de emoções reais e eu apreciei muito o fato de a autora não carregar no sentimentalismo. A família de Alec não entra em depressão profunda depois que sua esposa morre- sim, eles seguem- sobrevivendo. Para os amigos, colegas, eles estão bem mas ao olharmos de perto, podemos ver que isto não é real.

Pouco a pouco, Sofia começa a curar as dores dessa família- E sim, começa a despertar o amor de Alec.

Como eu disse anteriormente, O Coração de Sofia é um livro adorável, que me fez sorrir. Obviamente, existem algumas falhas. Sofia, por exemplo. Não tem como *não* se apaixonar por ela, contudo, ela é perfeita demais. Carola demais, perdoa tudo muito fácil. Tanta bondade e amorosidade (nem sei se essa palavra existe!) a tornam quase irreal- e um tanto insuportável, se isso faz sentido.

Um outro ponto está na parte *religiosa* do livro. Sim, este é um livro Cristão e obviamente irá falar sobre o amor de Deus mas, juro, nunca vi gente rezar tanto quanto aqui. Alguém consegue um emprego. Agradece a Deus. Caiu um lápis no chão. Agradece a Deus. Comprou um par de meias. Agradece a Deus. Pensou em comprar um par de meias. Agrade a Deus.

Honestamente, achei que a autora forçou um pouco a barra neste quesito.

Muitas vezes, menos é mais.

Em suma, seja você religioso ou não, eu recomendo- e muito- este livro. Com certeza, ele irá aquecer seu coração.



****************
EXTRAS
Leia o Primeiro Capítulo AQUI

***

Cotação:
4/5


PS: Escrevi esta resenha um pouco às pressas, se você encontrar algum erro, por favor, me avise para que eu posso corrigi-lo. Obrigado.

Reações: