quinta-feira, março 29, 2012

Amante Eterno, de J.R. Ward [IAN 2]


Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos os redutores. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo letal para todos à sua volta..





ATENÇÃO: ESSA RESENHA PODE CONTER IDÉIAS E MOMENTOS CONFUSOS. 
FANGIRLING MODE ON!!!

Um livro lindo. Tudo bem que o Zsadist ( e Butch e o.... eu sei que, na resenha do livro anterior eu disse que Butch era o meu favorito mas o Z passou na frente, tá?;) é o meu Irmão favorito, mas o Rhage ganhou um lugarzinho muito especial no meu coração.


Que livro lindo. Ai, eu acho que já falei isso, né? Mas é que eu fiquei in LUV!!

Rhage e Mary vivem um amor proibido em sua amplitude. Não bastasse ele ser um vampiro e ela uma humana, Mary está lutando contra um câncer. Além disso, Rhage está preso por uma maldição que aprisionou uma “besta” dentro dele.

Ele é um personagem complexo, cheio de nuances e contradições. O mais belo da Irmandade, vive o medo constante de a “fera” machucar os Irmãos e sua amada Mary. Eu gostei que ele a ama tola e completamente. Rhage não medo de parecer um pouco bobo ou se entregar- e ele se entrega. E chora. Acredito que este seja um dos personagens masculinos mais chorões que eu já encontrei.

"Foi então que começou a morrer por dentro; e agora, cerca de cem anos depois, estava quase completamente entorpecido, nada mais do que uma fachada brilhante e um charme vazio."

Não vou negar, em muitos momentos, eu quis abraçar Rhage e dizer-lhe palavras de conforto.
De certa forma, ele me fez lembrar o Lupin, da série Harry Potter. Os dois personagens não são exatamente parecidos, talvez apenas na dor e no desespero de terem que conviver com uma besta dentro de si mesmos. E assim com Rhage tem a sua Mary, Lupin tinha a sua Tonks. Apenas espero que o final de Rhage e Mary seja diferente do final do de Lupin e Tonks


Mary é a jovem que, de repente, se vê em mundo novo, experimentando uma paixão avassaladora, justamente em um dos momentos mais difíceis de sua vida. Ao contrário do que aconteceu com Beth, no livro passado, aqui, a autora nos dá mais elementos à respeito de Mary e seu passado. Como leitora, me senti mais próxima da personagem, compreendendo-a melhor. Ela é aquele tipo de pessoa que teve uma vida difícil, complicada, mas eu não poderia tachá-la de “sofredora”. Mary sabe que algumas batalhas estão praticamente perdidas, mas mesmo assim ela segue em frente.

Talvez, um dos poucos aspectos dela que não me atraiu foi a demora da moça em admitir...

"(...) -Sei tudo sobre você e tudo o que vejo é lindo. E tudo o que vejo é meu.
-Não sou sua- sussurrou ela
A rejeição não o desconcertou.
-Bem. Se não posso tê-la, então, eu me dou inteiro para você. Pegue tudo de mim, um aparte, um pedacinho só, o que quiser. Mas, por favor, fique com alguma coisa. "

Obviamente, a relação de Rhage e Mary não é só sofrimento; tem muito romance e muitas-MUITAS- cenas calientes. E que cenas! São momentos altamente eróticos, mas nunca vulgares. Rhage e Mary têm muito mais que química, eles têm combustão, rs! O entrosamento sexual deles é total. Rhage é praticamente um Deus na cama e Mary, bem, podemos dizer que ela não tem medo de bestas coisas diferentes...

Amante Eterno ainda apresenta novos personagens como a vampira civil Bella e John Matthew (sim, devido a um spoiler xexelento eu sei quem ele é!)

Como no livro anterior, eu não gostei muito da parte vilanesca da história. Achei-a arrastada, desinteressante. O único que se salvou ali, a meu ver, foi o Sr. O.

A Virgem Escriba foi outro “ponto” que eu continuei não gostando. Ô mulherzinha (ou seja lá o que ela seja!) chata! Não é à toa que o tal de Ômega tenha raiva da dita!

O livro tem um ritmo ágil, porém em nenhum momento as situações ocorrem de forma corrida; é tudo no tom certo. Eu apenas gostaria de tê-lo lido um pouco mais devagar a fim de apreciar e desfrutar melhor a sua “companhia”.


Não sou de chorar em livros e/ou filmes mas a história de amor quase   trágico de Rhage e Mary me deixou completamente envolvida. 
  
A autora mistura muito bem a fantasia com o drama, o romance com o erotismo. Amante Eterno é um livro com momentos tristes, quase melancólicos; ele fala sobre morte e monstros interiores e a incapacidade de lutar contra certos inimigos. Contudo, em nenhum momento, é um livro deprimente. Eu diria que, em muitos momentos a escrita de Ward é quase poética.  



J.R. Ward sabe muito bem como mexer com seus leitores; ao final do livro ela nos dá soluções ao mesmo tempo em que abre outras portas, apresenta novos “problemas”. Como eu tenho em casa o terceiro livro da série, não me senti muito frustrada, ou melhor dizendo, impaciente. Não quero nem imaginar quem leu esse livro no lançamento e teve que aguentar o lançamento do próximo. 

Eu já havia gostado muito do livro anterior, mas aqui foi algo diferente; Amante Eterno foi uma leitura que me envolveu, emocionou de verdade.

Eu tinha muito mais pra falar, mas, sinceramente, no momento, me faltam palavras.

Amei.

Recomento Muito!

Fotinho pras amiga. É NWS!

E outra belíssima Fanart;)

A Edição:
Os "caracas" diminuíram. Agora, o negócio é dizer "cara". Afe!



Título Original: Lover Eternal
Autor: J.R, Ward
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Fantasia
Série: Irmandade da Adaga Negra- Livro 2
Sub-Gênero/Assunto: Suspense, Vampiros, Amor Proibido, Doenças
Período: Atual. Caldwell, Nova York.


A Série
Livro 1- Amante Sombrio (Dark Lover[RESENHA]
Livro 2- Amante Eterno (Lover Eternal )
Livro 3- Amante Desperto(Lover Awakened )
Livro 4- Amante Revelado(Lover Revealed )
Livro 5- Amante Liberto (Lover Unbound )
Livro 6- Amante Consagrado ( Lover Enshrined)
Livro 6.5- Father Mine: Zsadist and Bella's Story - no Brasil, a pequena história foi publicada no Guia Oficial como “faixa bônus” .
Livro 7- Amante Vingado (Lover Avenged )
Livro 8- Amante Meu (Lover Mine)
Livro 9- Amante Libertada Lover Unleashed -
Livro 10-Amante Renascido
Livro 11- Amante Finalmente

A série ainda conta com um Guia Oficial, escrito pela própria autora.



Outras Capas:



ETCs
Videos
BookTrailer [Nacional- FanMade]

FanVideo – Rhage & Mary



Site do Autora: jrward.com
FanSite IAN:  http://iadaganegra.blogspot.com.br/ [em Português]
Wiki: wiki/Black_Dagger_Brotherhood [em Inglês]
Facebook Facebook./JRWardBooks


Cotação:
5/5

E já sabem, né? Qualquer erro, é só me avisar para que eu possa corrí-lo! o/


Reações: