quarta-feira, maio 01, 2013

Alma?, de Gail Carriger



Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.
E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.
Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?





Que livro delicioso! Fazia tempo que eu não me divertia tanto com uma leitura. Não que minhas últimas leituras tenham sido ruins, pelo contrário, estou passando por uma boa fase nesse sentido. Eu estou falando de livro divertido, engraçado. Leve.
Daqueles que fazem rir e a gente fica com pena quando acaba.

Alma? é um Steampunk, um sub-genêro literário que está voltando a moda. Em poucas palavras, Steampuk é uma mistura de Romance Histórico, geralmente situado na era Vitoriana, com Ficção Cientifica e, por vezes, alguns toques de fantasia (como é o caso de Alma?). Para saber mais é só dar uma olhadinha aqui na Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Steampunk

A primeira coisa antes de começar a ler um livro com Ama? é embarcar na fantasia. Acreditar que aquele mundo fantástico em que vampiros e lobisomens convivem junto a seres humanos é algo totalmente plausível. Se você já partir do pressuposto que isso é tudo muito irreal é melhor nem ler. Seria como começar a leitura de Harry Potter falando que isso de “bruxaria e feitiçaria é tudo como besteira.”

Embarque na Fantasia.

Mas vamos falar sobre Alma?.

Alexia Tarabotti é uma mocinha diferente. Aos 26 anos e solteira, ela é considerada uma solteirona. Não bastasse isso, tem a pele mais escura, gosta de livros e ciência e oh! o pai, já falecido, era italiano! Isso sem contar o nariz um pouco grande (ou talvez apenas “não delicado”). Mas isso são apenas detalhes. O que realmente diferencia Alexia é que ela é uma preternatural. Ou seja, ela não tem alma. Isso mesmo, sem alma. E por não ter alma, Alexia tem o poder de “neutralizar” os poderes de seres sobrenaturais (isto é, quando ela toca num vampiro ou lobisomem, eles voltam a ser “normais”).

O livro começa justamente com Alexia sendo atacada por vampiro e acabando por matá-lo, meio que sem querer. Como ela é conhecida no meio dos vampiros e lobisomens, fica a pergunta: que vampiro seria tão tolo em tentar atacá-la?

É aí que entra Lorde Maccon, o tudo de bão lobo alfa (sim, você leu certo!) da matilha de Londres. Ele é encarregado de investigar estranhar ocorrências como o ataque a Alexia e o desaparecimento de vampiros e lobisomens.
Escocês, bonitão e um tanto mal humorado, Maccon tem uma relação de amor e ódio com Alexia. Ele diz que ela só lhe dá dor de cabeça, mas adoraria dar uma mordidinha na moçoila!

( e ela também é louca pra dar uma mordidinha nele!rs)

Sério, o casal é ótimo. Não apenas pela ótima química dos dois mas também pelo humor das cenas. É justamente o humor o grande do diferencial da escrita de Gail Carriger. Alexia e Maccon são incríveis. Ela, realmente, é uma mocinha que sai dos padrões “normais”. Inteligente e divertida, tem “presença”.

Além de uma história interessante e bem amarrada, o humor desempenha um grande papel. Não sou uma pessoa de riso frouxo, mas confesso que me peguei rindo em vários momentos.


Alma? conta ainda com ótimos coadjuvantes como o Professor Lyall, um lobisomem Beta e Lorde Akeldama, um vampiro um tanto afetado, amigo de Alexia.

Eu sempre gostei mais de lobisomens do que vampiros (Lupin, saudades! #HPFeelings) e isso foi mais um motivo para o livro me agradar em cheio. E para quem prefere os sugadores de sangue, Alma? também tem um montão deles. Mas vou dizer: é bem difícil não se encantar por aquele lobo alfa escocês!

E, sabe, tenho achado difícil encontrar, nessa nova leva de Steampunks, histórias sem a presença de Zumbis (não muito fã dos mortos-Vivos...)


O único senão do livro, a meu ver, foi justamente a questão do ser “sem alma” de Alexia. Senti falta não só de uma explicação maior sobre esta condição, mas também como ela afeta o senso da moral e da ética. Alexia tem sentimentos e ela não é uma má pessoa. Então, além do poder de “neutralizar” seres sobrenaturais, o que mais representa ser “sem alma?”

De qualquer, Alma? foi uma agradabilíssima surpresa para mim. Leitura leve, divertida e com gostinho de quero mais. Uma mistura muito boa de aventura, humor e romance. Mal posso esperar para ler a sequência.

Recomendo!

Ah, em tempo: Alma? é um livro adulto, não um YA. ^.^

A Edição

A Ediçao da jovem editora Valentina está muito bem cuidada e acabada. Se teve algum errinho de revisão ou grafia, honestamente, passou despercebido por mim. Apenas a capa que eu não gostei muito (é a mesma da edição original). Essa moça da capa não é a "minha" Alexia, sem contar que a pose que ela está...sei lá, estranha!

Título Original: Soulless
Autor: Gail Carriger
Editora: Valentina
Gênero: Steampunk
Série: Protetorado da Sombrinha-Livro 1/5
Sub-Gênero/Assunto: Vampiros, Lobisomens, Sci-Fi, Romance Histórico, Fantasia, Amor e Ódio
Período: Londres. Era Vitoriana.

A Série- Protetorado da Sombrinha

Livro 1-Alma?
Livro 2- Changeless- Inédito no Brasil
Livro 3- Blameless- Inédito no Brasil
Livro 4- Heartless- Inédito no Brasil
Livro 5- Timeless- Inédito no Brasil

Capa Original:




4.5/5

Reações: