terça-feira, agosto 13, 2013

Uma Cliente Inesperada, de Sandra Brown



Bestseller com mais de 70 milhões de exemplares vendidos em quase três décadas de carreira, Sandra Brown conta, em Uma cliente inesperada, a história de Dodge Hanley, um detetive particular que não mede esforços para alcançar seus objetivos. Procurado por uma antiga namorada a quem ele deve muitas desculpas, Dodge se vê diante do maior desafio de sua vida: a filha que ele sequer conhecia está sendo ameaçada de morte. E o assassino vem fazendo uma série de vítimas e deixando um rastro de pistas perigosas em seu caminho. Um eletrizante thriller sobre obsessão, a fragilidade das relações humanas e segundas chances.



*.*E como hoje é dia do Economista, resenha de uma das minhas autoras favoritas*.*

Uma Cliente Inesperada é mais um bom romance de suspense de uma das minhas autoras favoritas, Sandra Brow. Não vou mentir, este não figura entre os meus favoritos mas foi uma leitura bem interessante. O que eu mais gostei no livro foi o drama que envolve os personagens e não o mistério em si. Além disso, é sempre interessante se deparar com situações um pouco fora do comum (para livros do gênero) como personagens principais já na meia-idade.

Dodge Hanley é um investigador particular que, numa noite, recebe um telefonema inesperado: Caroline King, um amor do passado liga pedindo ajuda. Não para ela, mas para a filha deles, Berry; filha esta que ele não vê há trinta anos (ao contrário do que diz a sinopse nacional, Dodge sabia da existência da filha). Berry é uma publicitária que anda na mira de um stalker. Um stalker que está a um passo de se tornar um assassino quando tenta matar um amigo de Berry na casa dela.

A primeira reação de Dodge é não aceitar o pedido de Caroline. Afinal, fazia 30 anos que eles não se viam e mesmo se muita coisa, muita vida tivesse acontecido, certas mágoas, ressentimentos, nunca se acabam ou se esquecem completamente. Porém, esse reencontro também seria uma chance- uma segunda chance. E Dodge poderia finalmente conhecer sua filha, mesmo que ela não soubesse quem ele era.

Uma Cliente Inesperada fala de obsessão, loucura e, sim, de assassinato. Não é um livro “quem é o culpado”, mas quando ele será preso. Todos sabem quem é o culpado- e mesmo assim não conseguem pegá-lo; é como um jogo de gato e rato que à medida que o tempo vai passando pode não ser tão simples como possa parecer.

Eu sempre gostei de como Sandra Brown escreve seus Thrillers de suspense, como ela sempre nos envolve numa teia de suposições e mistério e desta vez não foi diferente- até certo ponto. A escrita de Sandra continua afiada como sempre, mas o mistério, o caso policial em si, não me pareceu tão interessante como o drama pessoal de Dodge e Caroline. Sim, é claro que eu queria que o “homem mau” fosse pego mas o que me prendia a atenção era saber mais sobre os pais de Berry.

Apesar de ser “taxado” como um suspense romântico, Uma Cliente Inesperada é mais um drama de suspense do qualquer outra coisa; sim, existe romance , até mesmo envolvendo Berry, mas ele não é o foco principal. O brilho do livro está na relação de Dodge e Caroline e em como eles vão conseguir ultrapassar anos de mágoas e palavras não ditas.

Toda a trama é permeada por flashbacks, nos quais nós vamos, pouco a pouco, sabendo o que de fato aconteceu tantos anos atrás. São momentos alegres, melancólicos e também tristes. Por muitas vezes senti um vazio, como se quisesse mudar o passado dos personagens, mesmo sabendo que aquilo não era possível.

De modo geral, eu gostei dos personagens; de Caroline, uma mulher forte que não se acomodou e seguiu em frente, Berry, que não era tão perfeita como poderia parecer à princípio e até mesmo o taciturno policial Ski, por quem Berry acaba se interessando. Porém, o livro *é* de Dodge; Ele é a “alma” de Uma Cliente Inesperada. Dodge não viveu os últimos trinta anos. Sobreviveu e vê nesse reencontro a sua última chance. Última chance de felicidade e redenção.

Com um drama pungente e uma trama policial que, apesar de não ter me conquistado totalmente, prendeu a minha atenção, Uma Cliente Inesperada é um livro de leitura envolvente e sentimentos fortes. O único grande problema realmente foi a conclusão do mistério, a “grande virada”. Não sei, mas me pareceu que a autora se encontrou numa situação sem saída e tirou aquela solução “do nada”. Ficou muito rocambolesco para se dizer o mínimo.

Mesmo se como trama policial o livro tema um final que, para mim, deixou a desejar, do lado dramático da história não pode se dizer o mesmo. Lindo. E fez tudo valer a pena.

Recomendo!


É bom dizer que Dogde trabalha para Derek Mitchell, o protagonista de Corte Súbito. Isso quer dizer que Uma Cliente Inesperada é uma continuação do outro livro? Não, mas as duas histórias fazem parte do mesmo universo. Você não precisa ler Corte Súbito para entender o segundo livro porém em Uma Cliente Inesperada existem vários spoilers sobre a primeira história- e como é um livro de suspense... Sem contar que aquele livro é MUITO bom. Se você não leu, não sabe o que está perdendo. Sério, um dos vilões mais péssimos que eu já vi. Tem uma cena que....argh! Só de lembrar me dá um ódio! Bem, fica a dica.


Título Original: Tough Customer
Autor: Sandra Brown
Editora: Rocco
Gênero: Suspense Romântico
Série: Mitchell & Associados- Livro 2
Sub-Gênero/Assunto: Romance Contemporâneo, Drama, Segunda Chance, reencontro, Suspense
Período: Dias Atuais. Texas, EUA


Série
Mitchell & Associados
Livro 1- Corte Súbito
Livro 2-Uma Cliente Inesperada


Outras Capas:


4/5

Reações: