terça-feira, março 31, 2015

[Resenha] Melhor Que Chocolate - Laura Florand


“Cade Corey é uma jovem executiva que cuida do negócio bilionário de chocolate da família, uma empresa popular nos Estados Unidos. Ela sonha em construir uma linha premium de seus produtos, e, como boa conhecedora do seu negócio, sabe que encontrará o chocolate perfeito em Paris. Na verdade, o chocolate perfeito está, mais especificamente, nas mãos igualmente perfeitas de Sylvain Marquis, o melhor chocolatier da cidade. O problema é que Sylvain se recusa a associar sua arte a uma grande empresa que só pensa em destruir sua técnica para reproduzi-la em grande escala. Isso para ele é um insulto, e não uma proposta! Contudo, embora o francês jure que está em paz para tocar a vida, aquela americana teimosa não lhe sai da cabeça. E Cade sente o mesmo: adoraria simplesmente fechar negócio com outro especialista parisiense, entretanto, não consegue esquecer os olhos cortantes de Sylvain e sua personalidade arrogante, porém tão viciante quanto seus doces. Paris está prestes a ficar pequena para o que existe entre eles. Pegue uma boa xícara de café e saboreie tudo aquilo que é melhor que chocolate. Você não vai se arrepender!”


Nunca o adjetivo “delicioso” foi tão adequado para um livro. Melhor Que Chocolate é realmente um livro delicioso- e que dá muita vontade de comer chocolate ( o que foi um horror para mim, já que não como doces na Quaresma!).
Cade Corey é a herdeira e executiva de uma empresa bilionária do ramo de chocolates “populares” e que vai à Paris tentar fazer um acordo com o melhor Chocalatier da cidade, Sylvain Marquis, a fim de criar uma nova linha de Chocolates Premmium. Parecia algo fácil, até ela finalmente conhecer Sylvain. Ele prefere a morte a ter que ver seu nome associado com uma marca popular e tão...vulgar.

Não aceitando o não como resposta, Cade resolve usar de outros artifícios. Afinal, se aquele esnobe francês não quer se juntar à empresa dela, ela pode muito bem descobrir seus segredos. Ela só precisaria, sei lá, entrar disfarçada, invadir o laboratório dele...

Claro que não é preciso muito para saber aonde isto vai dar; a guerra de vontades de Cade e Sylvain (e alguns chocolates roubados) acabam se tornando uma grande atração.
Ler Melhor que Chocolate foi como assistir uma simpática comédia romântica. O livro é um chick-lit, sem dúvida, mas achei que ele se sai melhor em muitos aspectos do que muitos livros do gênero. As atitudes e maquinações de Cade são quase sempre desastradas e beiram o hilário, mas ela não é uma mocinha tola, que parece ter um parafuso a mesmo. Ela é só MUITO focada...e teimosa. Assim como Sylvain. Os dois são duas pessoas adultas, com trabalho e obrigações. Achei muito legal a autora não tentar infantilizar os personagens.

Como quase todo herói romântico, Sylvain é apresentado como um homem sexy e bonito, mas ele mais do que isso. Arrogante, sem dúvida. Cruel, muitas vezes. Porém ele conhece muito bem o produto que produz. É um expert. Além disso, toda a sua arrogância francesa faz parte de seu charme. Não é porque ele começa a se interessar por Cade que vá deixar de dizer que acho os chocolates da empresa dela muito ruins.
Eu muitas vezes balançava a cabeça durante a leitura para a teimosia de |Cade. Como (quase) toda bilionária americana, ela achava que podia comprar tudo o que quisesse, mas não era bem assim. Nem o mendigo aceitava os chocolates dela! Porém eu senti também muita pena da jovem. Cade, apesar da fortuna e da força de vontade, era uma mulher solitária, querendo muito mais do que firmar um novo negócio, mas a solidificação de um sonho.

O livro tem momentos inspiradores com direito à boas cenas de romance, um pouco de aventura e, claro, chocolate.

O casal combina muito bem; eles tem uma química muito especial. Além disso, são acompanhados por um grupo de personagens coadjuvantes muito interessantes, que dão um charme especial à trama. Não posso deixar de mencionar, além do mendigo já citado, o blogueiro culinário, o pai de Cade e, claro, seu avô. O patriarca da família Corey é um caso à parte. Me diverti muito com ele e suas ideias mirabolantes como tentar misturar Espinafre com Chocolate!

A escrita de Laura Florand tem estilo limpo e claro, delicado. No início, para quem está acostumado à romances com estilo mais “fast” pode estranhar um pouco o modo falsamente lento como a história começa a se desenrolar. Porém essa falsa impressão só acontece no início, depois disso a gente já está completamente mergulhado na história. É bom perceber que houve cuidado na preparação das cenas e situações. Sem contar que apesar do livro falar muito sobre chocolate, ele não aborrece o leitor com milhares de detalhes técnicos sobre o produto (como a Dona Nora Roberts tem mania de fazer!)

Melhor Que Chocolate é um livro bem despretensiosa, para se ler sem muitas expectativas mas que divertem e causam aquela sensação boa de bem estar.
Como uma barra de Chocolate.

Recomendo!

O livro foi gentilmente cedido pela editora. :)

Este é o primeiro livro de uma série chamada Amour et Chocolat (Amor e Chocolate). pelo o quê pude ver, são histórias independentes. Saiba mais AQUI, no Goodreads

Livro 1- Melhor Que Chocolate
Livro 2- O beijo de Chocolate
Título Original: Chocolate Thief
Autor: Laura Florand
Editora: Única
Série: Amor e Chocolate- Livro 1
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Comida, Amor e Ódio
Período: Atual. Paris, França.

Outras Capas

4/5

Reações: