terça-feira, dezembro 15, 2015

[Resenha] Uma Semana Para Se Perder - Tessa Dare


“A bela e inteligente geóloga Minerva Highwood, uma das solteiras convictas de Spindle Cove, precisa ir à Escócia para apresentar uma grande descoberta em um importante simpósio. Mas para que isso aconteça, ela precisará encontrar alguém que a leve.
Colin Sandhurst Payne, o Lorde Payne, um libertino de primeira, quer estar em qualquer lugar – menos em Spindle Cove. Minerva decide, então, que ele é a pessoa ideal para embarcar com ela em sua aventura. Mas como uma mulher solteira poderia viajar acompanhada por um homem sem reputação?
Esses parceiros improváveis têm uma semana para convencer suas famílias de que estão apaixonados, forjar uma fuga, correr de bandidos armados, sobreviver aos seus piores pesadelos e viajar 400 milhas sem se matar. Tudo isso dividindo uma pequena carruagem de dia e compartilhando uma cama menor ainda à noite. Mas durante essa conturbada convivência, Colin revela um caráter muito mais profundo que seu exterior jovial, e Minerva prova que a concha em que vive esconde uma bela e brilhante alma.
Talvez uma semana seja tempo suficiente para encontrarem um mundo de problemas. Ou, quem sabe, um amor eterno. ”



Um histórico delicioso!

Eu já tinha gostado do primeiro livro da série Spindle Cove, Uma Noite Para Se Entregar, mas este Uma Semana Para Se perder realmente me conquistou. Completamente.

O livro fala de duas pessoas completamente diferentes mas que,por meio das circunstâncias,acabam se aliando e partindo em uma viagem que tem tudo para dar errado.

Minerva não é exatamente tímida, ela simplesmente gosta mais de pedras e livros do que ficar perdendo tempo com conversa inúteis. Geologia é a sua paixão, e mesmo que o mundo (dos homens) não aceite, é também sua profissão;é por isso que ela quer- precisa- ir à Simpósio sobre o tema na Escócia. O problema é que uma dama respeitável não pode viajar sozinha. Ainda para a Escócia! Seria isso um motivo para desistência? Não para Minerva! Sem outra alternativa, ela decide fazer acordo com Colin, Lorde Payne. Os dois devem fingir que são apaixonados e que decidiram fugir para se casar. Assim,ele a acompanharia até a Escócia. Uma pessoa sensata iria recusar esse plano estapafúrdio como esse. Mas nem Colin nem Minerva são exatamente pessoas sensatas. Além do mais,era uma chance dele sair daquele lugar, sem contar é claro que ele seria pago. E dinheiro era algo que Colin estava precisando.E muito.
È então que a estudiosa e o libertino caem na estrada.


E a aventura começa; e quando eu digo aventura,é aventura mesmo.

Uma Semana Para Se Perder poderia ter se transformado em um livro chato, sem muito ação.Afinal de contas,grande parte do livro é sobre a viagem dos dois. Mas aí é que estão diferencial: em nenhum momento a história se torna cansativa ou repetitiva.

   "Opai de Minerva disse uma vez que, quando ela se perdia em um livro, eram necessários cães farejadores e uma equipe de resgaste para trazê-la de volta. "


Colin e Minerva podem até parecer com tantos outros casais de romances de época (afinal, quantas vezes já não vimos o casal formado pelo libertino e a solteirona?) mas a forma como se relacionam é que faz a diferença. De início, Colin e Minerva são simplesmente companheiros de viagem. O meio para um fim. Porém,´é claro, a convivência acaba por trazer os seus percalços.

Colin, além de um malandro safado,é um ótimo contador de lorotas. Mentiroso mesmo. É uma mais rocambolesca que a outra- e à Minerva só resta fazer o seu papel nas histórias criadas por ele. Por mais estapafúrdias que sejam, essas histórias são como passes para que eles possam continuar a viagem. Afinal, se existe a chance de algo dar errado, dará.

Porque,meus queridos,aparece di um tudo nessa viagem!

Tendo como protagonista,um casal com personalidades totalmente distintas,a autora poderia cair naquela mesmice de “gato e rato”, um só sabia irritar o outro e os dois irritam o eleitor,mas felizmente isso não acontece. Colin e Minerva fazem não só dos atos mas das palavras um verdadeiro duelo.os diálogos são incríveis e espirituosos.

Eu ri e me emocionei com os dois.Ainda mais que,com o decorrer da história ( e da viagem) vamos conhecendo mais de cada um- e descobrimos que cada um,a seu modo,veste uma máscara. Para Colin, é muito mais fácil se passar por um libertino do que encarar os seus medos. O mesmo vale para Minerva.

É aí que percebemos o quão parecidos os dois são,na verdade.

Ah,poderia ficar escrevendo,escrevendo...mas achoque aí iria tirar um pouco da graça da leitura. mesmo que,de certa forma,saibamos como tudo termina,é primordial saber a forma como isso acontece.

Uma Semana Para Se Perder foi uma leitura leve,despretensiosa e cativante. Tendo como base praticamente dois personagens e uma longa estrada, a história prende a atenção desde as primeiras páginas.
Não dá pra não ler!


Série:
Livro 1- Uma Noite Para se entregar
Livro 1,5- Once Upon a Winter's Eve (short Story)- pode ser baixada grátis (em inglês) na Amazon.BR
Livro 2- Uma Semana Para se perder
Livro 3- A Dama da Noite
Livro 3.5-A bela e o ferreiro
Livro 4-Any Duchess Will Do
Livro 4.5-Lord Dashwood Missed - expectativa de publicação 2016
Livro 5-Do You Want to Start a Scandal- expectativa de publicação 2016

Título Original: A week to be wicked
Autor: Tessa Dare
Editora: Gutenberg
Série Spindle Cove
Gênero: Romance Histórico
Sub-Gênero/Assunto: Viagem, Amor e Ódio, Humor
Período: Regência. Inglaterra.
Capa Original:





4.5/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: