segunda-feira, março 06, 2017

[Resenha] Ninféias Negras- Michel Bussi


“Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho.

É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte – principalmente as protagonistas.

Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.”



"Num vilarejo, viviam três mulheres.
A primeira era má; a segunda, mentirosa; a terceira, egoísta.
O vilarejo tinha um belo nome de jardim. Giverny.
Não sei o que dizer.

Sério mesmo, não sei o que dizer. Na verdade, nem sei muito bem o que pensar sobre Ninféias Negras.

Se eu gostei do livro? Com certeza.

Talvez, por isso, a melhor maneira de começar essa resenha seja justamente pela primeira frase do livro. Ou frases. Ela resume bem o que é mais importante nessa história.
Três mulheres.

Um belo vilarejo no interior da Franças.
E, claro, um crime.

Em Giverny, cidade eternamente relacionada à Claude Monet, acontece um crime. Ou pelo menos, surge um corpo. Assassinato, com certeza. O morto, um ilustre médico da cidade. Para investigar o crime é chamado um jovem investigador de fora, Laurenç Sérenac.

É um crime aparentemente sem solução, onde a vítima não tinha o melhor dos caráter e um cartão de aniversário para uma criança de 11 parece estar totalmente fora de contexto. É aí que nos deparamos com as três mulheres.

Fanette, uma menina que sonha ser pintora. Como Monet.

Stephanie, a professora da escola local que deseja viver uma grande paixão.

E a velha, que vê tudo.

Laurenç, talvez um pouco tolo, ou inconsequente, acaba se apaixonando por Stephanie. O problema é que ela é casada- e seu marido é o principal suspeito. Ou seria ele suspeito somente por ser marido da paixão do encarregado pela investigação?

Ninféias Negras, à principio, parece-se muito com romances policias mais clássicos, não Agatha Christie ou Connan Doyle, mas Ruth Rendell ou Mary Clark Higgins. Tudo parece girar em torno de um crime, com situações “redondinhas” acontecendo em função disso.

Ah, ledo engano. Sim, o autor nos engana completamente. Está tudo lá, mas nada é exatamente como parece e quando um determinado fato é finalmente revelado, só nos resta, pobres leitores, ficarmos de queixo caído! Juro, eu até voltei na leitura para conferir se não tinha deixado passar algo.
Me senti tão...tola.

Este é um daqueles livros para serem lidos com extrema atenção; todo detalhe é muito importante e a narração em vários pontos de vista nos dá a falsa sensação de estarmos a par de tudo. Além disso, através de uma narrativa clara e sem pedantismos, a história é conduzida quase como uma anedota. Contada sob vários pontos de vista. Ao final, não existem pontas soltas- e por mais que possa parecer em determinado momento, todo detalhe é explicado.
Mas NinFéias Negras não é apenas um livro de enredo , onde o mais importante é o mistério. Ao contrário de muitos romances policiais, o principal aqui são os personagens. São eles a razão de toda a história.

Apesar do início um pouco devagar, NinFéias Negras é uma leitura instigante e envolvente, onde a grande revelação (surpresa) talvez não seja o que as pessoas estão pensando.

Recomendo!

**Gentilmente cedido pela editora**
Título Original: Nymphéas Noires
Autor: Michel Bussi
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance Policial
Sub-Gênero/Assunto: Crime e Mistério, Homens da Lei, Suspense

Capa Original:


4.5/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: