segunda-feira, novembro 02, 2009

Novembro em Livros: Dicas, Lançamentos e Novidades

Início de mais um mês! Então, que tal algumas sugestões? Ainda não tive (por enquanto!) a oportunidade de ler esses daqui, mas de alguma forma eles me chamaram a atenção.


Título: A Solidão dos números primos
Tradução: Y. A. Figueiredo
Editora: Rocco
Autor: Paolo Giordano
ISBN: 9788532524720
Número de páginas: 288
Gênero: Romance, Drama.

Em sua estreia literária, com apenas 25 anos, o escritor italiano Paolo Giordano conseguiu alcançar um equilíbrio raro a experientes autores: aclamado pela crítica europeia, foi recebido de braços abertos também pelo público. O romance A solidão dos números primos recebeu o prêmio Stregga e a menção honrosa do Campiello, os dois prêmios mais importantes da Itália, onde já foi lido por mais de um milhão e 300 mil pessoas – marca que o elevou ao topo da lista dos mais vendidos.
O romance é uma pequena coleção das dores de uma juventude a qual Giordano conhece bem. Ao se concentrar na história de Alice e Mattia, os dois protagonistas, o autor faz também um relato da pequena burguesia italiana em capítulos que vão de 1983 a 2007, período em que evolui cronologicamente a narrativa. Dois acidentes dão a partida à cadência da trama: Alice é uma menina que fora forçada pelo pai a ser uma brilhante atleta. Em um dia de treino, sofre uma queda que a deixará marcada para sempre. Mattia é um pequeno gênio da matemática. A caminho de uma festinha de aniversário, deixa a irmã gêmea, da qual se envergonha, sozinha num banco de praça e nunca mais a vê.

Marcados por suas histórias e um sentimento permanente de inadequação, Alice e Mattia se conhecem na escola e, desde então, ficam cada dia mais unidos. A fixação por belas imagens faz com que Alice torne-se fotógrafa. Mattia tem uma maneira particular de ver o mundo, sempre por teoremas matemáticos – e não por acaso torna-se um brilhante cientista. E é assim, através do olhar aguçado de Alice e das hipóteses lógicas de Mattia, que Giordano conduz a narrativa densa e sensível de seu premiado romance de estreia.


***
Título: Nada a Temer
Tradução: Léa Viveiros de Castro
Editora: Rocco
Autor: Julia Barnes
ISBN: 9788532524805
Número de páginas: 256
Gênero: Romance, Memórias

Nada a temer, livro mais recente do escritor inglês Julian Barnes, contém lembranças de família, um tanto sobre religião e, especialmente, digressões sobre seu medo da morte. Apesar de não ser exatamente uma autobiografia, como avisa o próprio autor, a maior parte das histórias narradas por Barnes são retiradas de suas memórias – e algumas delas são complementadas ou totalmente arrasadas por observações do irmão mais velho, filósofo, que costuma dizer não acreditar muito na memória como um guia para o passado, pois cada um se lembra de forma diferente das mesmas experiências.

Apesar dos frequentes “baldes de água fria” do irmão em suas recordações, Barnes apresenta aos leitores uma interessante teia de lembranças que vão da infância, na casa dos avós maternos, à idade adulta, quando, reunido com velhos amigos, discorre sobre a existência ou não do paraíso. Começa com histórias dos avós para chegar à mãe, mais especificamente ao dia do enterro da mãe. Sempre achara que ficaria mais triste com a morte do pai, pois gostava mais dele, mas ao enterrar a mãe, deu-se conta de que o enterro do pai havia sido apenas o enterro do pai, enquanto o da mãe era, na verdade, o enterro dos dois. A limpeza da casa que abrigara a história da família por décadas apenas reforçava a ideia do fim.

Mortos os pais e passada a barreira dos 60 anos, estaria ele agora mais perto da própria morte? Não que essa fosse uma ideia nova. Em suas memórias, revela que a morte habita seus pensamentos desde os 13 anos de idade. Ao ser questionado por um amigo sobre se ele pensava muito na morte, o escritor respondeu sem perder tempo: sim, pelo menos uma vez por dia, além de nas intermitentes crises noturnas. A solução para aliviar seu caso de tanatofobia achou ao longo da vida: melhorava ao encontrar um caso pior que o seu. Invariavalmente era o amigo G., que sempre achava que o seu medo da morte era maior do que o de qualquer outra pessoa.


***

Título: Viva Chama
Tradução:
Editora: Bertrand Brasil
Autor: Tracy Chevalier
Número de páginas: 416
Gênero: Romance Histórico
Após a trágica morte de um dos filhos, os Kellaway abandonam a pacata e provinciana Dorset para se estabelecerem na Londres do século 18, em pleno terror antijacobino. O patriarca,Thomas Kellaway, fabricante de cadeiras, consegue trabalho no circo do excêntrico Philip Astley, cujo espetáculo de fogos de artifício causa furor semelhante às execuções na guilhotina em Paris.

Jem, o filho mais novo dos Kellaway, se encanta com a esperta e fogosa Maggie Butterfield. Uma surpreendente amizade nasce entre eles enquanto se aproximam do vizinho William Blake e de sua esposa. Poeta, pintor e impressor, Blake acompanha e participa da relação entre os dois jovens, explorando o estado de inocência e experiência, tema de sua obra-prima, Canções da Experiência e da Inocência.
Mas, quando a Revolução Francesa cruza o Canal da Mancha e chega até a Londres georgiana, os monarquistas começam a desconfiar da visão um tanto quanto avançada de William Blake sobre a liberdade, a igualdade e a fraternidade.

***

Título: A Carícia do Vento
Editora: Edições Bestbolso
Autor: Janet Dailey
Número de páginas: 336
Gênero: Chick-Lit

Livro que marcou a estreia de Janet Dailey na lista dos mais vendidos do The New York Times, A carícia do vento consagrou a autora como uma das maiores romancistas do gênero. A protagonista é a jovem milionária Sheila Rogers, bela, impulsiva e mimada que vivia em Austin, no Texas. Sheila contraria as expectativas de seus pais e foge para Juarez, no México, com Brad Townsend, um homem bonito e envolvente, mas que nada mais era senão um caça-dotes. A lua de mel do casal converte-se num verdadeiro inferno quando seu marido é brutalmente assassinado e ela é sequestrada e levada por um bando de pistoleiros para um esconderijo nas montanhas. É ali que Sheila conhece Ráfaga, homem corajoso e idealista, e logo o ódio se transforma numa paixão arrebatadora.

***


Título: Derby Girl
Tradução:
Editora: Galera Record
Autor: Shauna Cross
ISBN:
Número de páginas: 240
Gênero: Juvenil
Bliss Cavendar é fã de indie-rock, tem 16 anos, é adorável e excêntrica, mas vive presa em Bodeen, uma cidadezinha do interior do Texas. A mãe, uma viciada em concursos de beleza, está decidida a fazer a filha vencer o concurso da cidade. Mas Bliss finalmente descobriu uma saída: Roller Derby, um esporte radical, só para garotas estilosas e divertidas como ela. E, junto com machucados homéricos e músicos gatos, vai conseguir algumas lições que até mesmo uma descolada praticante de Derby não pode ignorar!

***



Título: Eu pego esse homem
Editora: Essência Livros
Autor: Valerie Frankel
ISBN: 978-85-7665-367-7
Número de páginas:
Gênero: Romance contemporâneo , chick-lit
Aos 23 anos, Penny Bracket vive a pior experiência de sua vida: minutos antes do casamento, recebe um bilhete de seu noivo Bram terminando tudo. Enquanto Penny se consola no ombro de sua melhor amiga e a organizadora da cerimônia tenta salvar o que pode da recepção, sua mãe Esther não perde tempo. Sobe até a suíte nupcial e, ao flagrar Bram fazendo as malas, acerta sua cabeça com a garrafa de champanhe que estava à espera dos pombinhos e o seqüestra. Será que Bram conseguirá escapar, e com vida? Será que Penny descobrirá que ele está preso no sótão de sua casa? E, se encontrá-lo, se aliará à mãe na vingança ou acabará perdoando ex-futuro-noivo?

***
Título: O mercador de lã
Editora: Record
Autor: Valeria Montaldi
Número de páginas: 406
Gênero: Romance Histórico, Suspense



Na Europa do século XIII, Frei Matthew (de O Monge Inglês) deixa seu monastério na Inglaterra e parte em uma longa e cansativa viagem rumo aos Alpes, carregando consigo uma terrível profecia e o remorso por ter oferecido proteção a uma mulher acusada de bruxaria.

Depois de cruzar o caminho de prostitutas e ladrões e provar a hospitalidade dos nobres castelões e dos pobres camponeses, ele chega a Felik, uma pequena comunidade germânica no sopé das montanhas de gelo. A cidade está envolta em uma atmosfera sinistra e seus habitantes são frios e indiferentes. Hermann, o mais rico mercador da aldeia, não mede esforços para conseguir o tão ambicionado título nobiliárquico. Sibilla vive um romance proibido com o filho de Hermann, Leonhardt, e se vê obrigada a lutar para defender sua liberdade e seu amor. Ingrid, atormentada pela inveja que sente de Sibilla, está disposta a tudo para conquistar o jovem. Até o dia em que uma neve espessa, que parece tingida de vermelho, começa a cair sobre a aldeia...



***
Título: O JARDIM SECRETO DE ELIZA
Tradução: Léa Viveiros de Castro
Editora: Rocco
Autor: Kate Morton
ISBN: 9788532524843
Número de páginas: 560
Gênero: Romance.

Em 1913, um navio chega à Austrália direto de Londres, trazendo com ele uma menina de quatro anos, absolutamente sozinha, sem um acompanhante adulto sequer. Com ela, apenas uma pequena mala com um livro de contos de fadas. O mistério de quem era a bela garota, que dizia não lembrar seu nome, e de como chegou ao porto, jamais foi desvendado. Em suas memórias ela trazia apenas a imagem de uma mulher que ela chamava de a dama ou a Autora e que dizia que viria buscá-la. Muitos anos depois, em 2005, na cidade australiana de Brisbane, a doce e reservada Cassandra herda de sua avó Nell uma casa na Inglaterra. Surpresa, ela descobre que a casa esconde as origens de sua avó, que foi uma vez a bela menina sem nome perdida no porto.


Enquanto acompanha a viagem de Cassandra para a Inglaterra em busca de suas origens, a autora revela uma trama paralela que se desenrola muitos anos antes do nascimento da menina, quando Nell vê seu mundo cair depois que seu pai revela, às vésperas de seu noivado, que ela não é sua filha verdadeira. A notícia a transforma numa mulher estranha, colecionadora de artigos antigos e raros e que vive numa casa em uma região afastada da Austrália. Seu exílio auto imposto, no entanto, é quebrado quando sua filha deixa a pequena Cassandra a seus cuidados. Revoltada com a filha por ter abandonado a menina, assim como aconteceu com ela quando criança, Nell acaba estreitando laços com a neta.

Um dia, porém, nos idos dos anos 1970, Nell, resolve finalmente reconstituir o caminho de volta a terra de onde veio: Londres. Lá, descobre muitas coisas sobre seu passado, incluindo as lembranças da moça que chamava de A Autora: Eliza Makepeace, uma travessa menina contadora de histórias que tinha sua própria cota de tragédias para viver na Inglaterra da virada do século XIX para o XX. Seria Eliza mãe de Nell? E por que ela a abandonou? Agora, é a vez de Cassandra revirar a pequena mala de segredos da avó e saber o que Nell conseguiu descobrir, se é que ela obteve sucesso em sua busca.


***

Título: No Bosque da Memória
Tradução: Roberto Nóbrega
Editora: Rocco
Autor: Tana French
ISBN: 9788532524225
Número de páginas: 512
Gênero: Suspense

Ganhador do Edgar Allan Poe, No bosque da memória marca a aclamada estréia da irlandesa Tana French na ficção. No livro, três crianças não voltam para casa ao fim de um dia de passeio na floresta. Quando a polícia chega, apenas uma delas é localizada, banhada em sangue e paralisada de medo, no alto de uma árvore, incapaz de contar um único detalhe do que aconteceu. Vinte anos depois, o garoto é um detetive que mantém seu passado em silêncio até encontrar uma jovem sobrevivente na mesma floresta, em condições similares. No bosque da memória foi apontado pela imprensa britânica e norte-americana como uma estreia notável, comparado ao livro Sobre meninos e lobos, de Dennis Lehane.

Novatos na divisão de Homicídios, Adam Ryan e sua inseparável companheira Cassie Maddox deparam-se com o maior caso de suas vidas quando um grupo de arqueólogos descobre o corpo de uma menina de apenas 12 anos na floresta de Knocknaree. Pressionados a encontrar os responsáveis pelo assassinato de Katharine Devlin, Ryan e Maddox embrenham-se em uma trama macabra que havia começado no dia 14 de agosto de 1984.

Naquela tarde de verão em Dublin, três crianças brincavam na floresta vizinha às suas casas quando misteriosamente desapareceram. Sabendo que os filhos conheciam intimamente a mata, os pais de Jamie Rowan, Adam Ryan e Peter Savage demoraram a desconfiar que houvesse algo de errado. Quando policiais e cães farejadores foram chamados para localizar os jovens desaparecidos, somente Ryan foi encontrado, sem nenhuma lembrança do que ocorrera com seus amigos. Jamie e Peter sumiram na floresta sem deixar pistas e o tenebroso caso foi arquivado pela polícia.

Enviado para longe do assédio da imprensa, Adam Ryan estudou em um colégio interno, desfez-se do passado e anos mais tarde se tornou policial. Apesar do esforço para manter o episódio em segredo, o detetive não pode ignorar as incríveis conexões entre o assassinato de Katharine Devlin e o sumiço de seus amigos vinte anos antes. Todas as vítimas tinham 12 anos e sofreram os ataques na mesma floresta. Para a mídia, as descobertas arqueológicas no antigo terreno da mata sugerem a ação de forças sobrenaturais.

Sem suspeitos para o crime, Ryan é obrigado a revisitar o local da tragédia que marcou sua infância. Arriscando colocar o dedo em feridas nunca cicatrizadas, o policial descobre que a solução do caso de Katharine Devlin também significa o fim do mistério do desaparecimento de Jamie e Peter. Para avançar nas investigações, o detetive precisa desvendar os segredos da floresta de Knocknaree e voltar os olhos para seu passado.

***

Reações: