quarta-feira, janeiro 04, 2012

See No Evil, de Allison Brennan [Suspense Romântico]

Título Original: See No Evil
Autor: Allison Brennan
Gênero: Suspense Romântico
Série: No Evil- Livro 2
Sub-Gênero/Assunto: Crime e Mistério, Detetive, Romance Contemporâneo, Abuso,
Período: San Diego, EUA. Dias Atuais.


---UM SUSPENSE DE TIRAR O FOLEGO!---


A cunning killer hides in plain sight.

A troubled teenage girl has been charged with the grisly murder of her stepfather. The evidence is damning: Emily was found alone at the scene with blood on her hands, and an incriminating e-mail she wrote outlines a murder plot identical to the method of the brutal slaying. But deputy district attorney Julia Chandler believes her niece is innocent, and she’s determined to keep the promise she made to protect her dead brother’s daughter–even if it means hiring private eye Connor Kincaid . . . the man who blames her for forcing his resignation from the police department.

Together Julia and Connor uncover a chain of unsolved violent crimes tied to an unorthodox therapist whose anonymous online patients purge their anger by posting lethal fantasies. But someone in the group has turned vigilante, turning the game of virtual murder into a flesh-and-blood vendetta.

After evil is seen, face your ultimate fear.







Sinopse traduzida via Google tradutor, cuidado!

Um astuto assassino se esconde à vista de todos.

Uma problemática adolescente é acusada pelo terrível assassinato terrível de seu padrasto. A prova é irrefutável: Emily foi encontradao sozinha na cena com sangue em suas mãos, e um de e-mail incriminador que ela mesma escreveu, traçando um plano de assassinato idêntico ao ocorrido.
Porém a vice-procuradora distrital Julia Chandler acredita que sua sobrinha é inocente, e ela está determinada a manter a promessa que ela a seu falecido irmão de proteger Emily, mesmo que isso signifique a contratação de detetive particular Connor Kincaid. . . o homem que a culpa por forçar sua renúncia do departamento de polícia.

Juntos, Julia e Connor desvendam uma cadeia de resolveder crimes violentos ligados a um terapeuta pouco ortodoxo, cujos pacientes anônimos online expurgam sua raiva ao postarem fantasias letais. Mas alguém do grupo se tornou vigilante, virando o jogo de assassinato virtual em uma vingança de carne e osso.
Após o mal ser visto, encare seu medo final.

**
Um ótimo suspense.


Como todo livro de suspense, quanto menos se saber, melhor. Em termos gerais, o livro começa com a morte de um importante juiz. A principal suspeita é a jovem enteada dele, Emily. Julia Chandler, assistente da Promotoria é a tia de Emily e fará de tudo para provar que a sobrinha é inocente- até mesmo pedir ajuda ao detetive particular Connor Kincaid. Julia e Connor têm um passado: ela foi, de certa forma, uma das responsáveis pelo desligamento de Connor da Força Policial.

Apesar das diferenças, Connor e Julia, juntamente com o irmão dele, Dillon, um psiquiatra forense, vão tentar descobrir o que está por trás da morte do juiz- e acabam encontrando uma trilha de abusos, mentiras e mais mortes.

À principio, See No Evil parece ser um romance policial com elementos comuns a tantos outros livros do gênero: uma vítima com um passado, um inocente sendo acusado de um crime que não cometeu, um detetive fazendo de tudo para encontrar a verdade. Sim, esses elementos estão presentes- mas o livro é um pouco mais do que apenas isso.

Allison Brennan, a autora, joga com o leitor desde o início. Ela nos faz acreditar que nos forneceu todas as cartas desde o princípio, porém, aos poucos vamos percebendo que nada é tão claro ou tão simples. Cenários e situações vão se formando e se desfazendo a medida em que a trama avança. Em determinado momento, têm-se a certeza de certa coisa- para depois descobrir que estamos errados. Ou não?
A autora brinca o tempo todo com o conceito da sanidade, do bem e do mal. Sobre ser a vítima ou ser o bandido.

*
É interessante ver a habilidade da autora em escrever cenas de sexo com conotações, propósitos totalmente diferentes. De um lado está o sexo sujo, maldito, doentio, eu diria. De outro, está o sexo apaixonado, romântico. limpo, por uma falta de palavra melhor. Os dois trazem prazer, e conseqüências. Cada um a seu modo.

Aliás, o livro todo contém conotações sexuais, porém não é apenas sobre isso. O sexo está presente, mas não somente como um motivo mas também como um meio.

Assim, como o conteúdo sexual (e não estou falando somente sobre penetração. Existem atos extremamente sexualizados em que a penetração não precisa necessariamente estar presente), Allison Brennan também emprega uma linguagem crua, quase vulgar em certos momentos. Contudo, apesar desta linguagem muita vezes chocar o leitor o leitor, ela não o afasta. Brennan a usa na medida certa.

See No Evil começa de maneira quase desinteressante mas vai aos poucos criando uma atmosfera de suspense e tensão que torna praticamente impossível se largar a leitura. A questão não é tanto sobre quem é o grande vilão, mas como todas as peças irão se encaixar. E se de forma coerente.

Particularmente, devo dizer que certos personagens me causaram repulsa, ódio mesmo. O livro não fala apenas sobre loucura, mas também sobre maldade. Por muitas vezes senti um misto de impotência e raiva diante de algumas situações.

Porém, See No Evil não é apenas sobre assassinatos e abusos. O relacionamento entre Connor e Julia serve não somente para dar um toque romântico à trama, mas também para desestressar o leitor. Apesar do relacionamento dos dois não ser indispensável para a trama, ele norteia muitas vezes os personagens.
No início, Julia e Connor, devido a problemas no passado, são quase como gato e rato- tendo como objetivo comum apenas o bem-estar de Emily mas aos poucos essas animosidade vai se transformando em algo mais. O dois têm uma ótima química e as cenas de romance são muito bem executadas, o que torna See No Evil não só um suspense instigante mas também uma deliciosa (e por que não dizer? Sexy) estória de amor. E não posso deixar de mencionar, mais uma vez, que as cenas de amor entre Connor e Julia são ótimas. Quentes e delicadas ao mesmo tempo. São cenas extremamente eróticas mas em nenhum momento vulgares ou forçadas, sem propósito.

*

Apesar da trama e linguagem fortes, o livro é de leitura rápida- o que é ideal para romances policiais. As cenas são bem detalhadas, mas em nenhum momento perdem o ritmo ou se tornam morosas. Um único porém, a meu ver foi o final. Não que ele tenha sido insatisfatório mas eu senti falta de algo mais. Uma maior explicação dos fatos e talvez um epílogo.

De qualquer forma, See No Evil é uma ótima leitura e merece ser conhecido por aqueles que gostam de uma estória de mistério e romance.

Recomendo.


A Série
No Evil
Livro 1- Speak No Evil - inédito no Brasil. – Carina Kincaid (Minha Resenha)
Livro 2- See No Evil- inédito no Brasil. – Connor KIncaid
Livro 3- Fear No Evil - inédito no Brasil. – Dillon Kincaid


Outra Capa:


EXTRAS

Site do Autor: http://www.allisonbrennan.com/
Facebook FanPage:  AQUI
Twitter: http://twitter.com/#!/Allison_Brennan
Página da Autora no YouTube: AQUI

5/5

Reações: