quarta-feira, junho 15, 2016

[Resenha] Fique Comigo - Harlan Coben

A vida de Megan Pierce nem sempre foi um mar de rosas. Houve uma época em que ela nunca sabia como seria o dia seguinte. Mas hoje é mãe de dois filhos, tem um marido perfeito e a casa dos sonhos de qualquer mulher – e, apesar disso, se sente cada vez mais insatisfeita.

Ray Levine já foi um fotógrafo respeitado, mas agora, aos 40 anos, tem um emprego em que finge ser paparazzo para massagear o ego de jovens endinheirados obcecados em se tornar celebridades.

Broome é um detetive incapaz de esquecer um caso que nunca conseguiu resolver: há 17 anos, um pai de família desapareceu sem deixar rastro. Todos os anos ele visita a casa em que a mulher e os filhos do homem esperam seu retorno.

Essas pessoas levam vidas que nunca desejaram. Agora, um misterioso acontecimento fará com que seus caminhos se cruzem, obrigando-as a lidar com as terríveis consequências de fatos que pareciam enterrados havia muito tempo.

E, à medida que se deparam com a faceta sombria do sonho americano – o tédio dos subúrbios, a angústia da tentação, o desespero e os anseios que podem se esconder nas mais belas fachadas –, elas chegarão à chocante conclusão de que talvez não queiram deixar o passado para trás.




Primeiro livro de Harlan Coben, fora os da Myron Bolitar, que eu leio, Fique Comigo é uma leitura envolvente e interessante. Apesar d’eu ainda preferir Myron, Win e sua turma, esta foi uma boa leitura.


Ao meu ver, o livro não é exatamente m romance policial mas um romance de mistério com algumas tintas dramáticas. Sei que já disse isso várias vezes, mas quando se trata de um romance de mistério/suspense, quanto menos se souber melhor- e o básico aqui pode ser descoberto através da sinopse.

O que temos são três personagens, três pessoas, diferentes ligadas por um fato e um passado. Um desaparecimento no presente que parece ter resquícios com um caso do passado. Eu gostei bastante de como o autor mostrou os personagens principais, como cada um mudou mas ainda assim está, de alguma forma preso ao que fora antes. Apenas achei que um maior desenvolvido psicológico teria sido bom, principalmente no caso de Ray. Por ais que o livro seja de suspense, acho que seria sido bom se nós, os leitores, soubéssemos mais sobre o personagem.

Confesso que no inicio, o livro não estava me cativando. Não que fosse uma leitura chata ou algo do tipo, mas por se tratar deste gênero específico, esperava algo mais empolgante. Mas não é que, de repente, tudo mudou? É aí que entra o talento do autor. A partir de uma história sem grandes surpresas ou inovações, ele conseguiu transformar Fique Comigo numa leitura altamente envolvente.

Mesclando violência, drama e pitadas de um humor irônico, Fique Comigo torna-se impossível de se largar. E o livro se torna bom não somente porque fica mais “eletrizante”, mas sim porque, apesar de todo aparente caos e dissintonia, tudo faz sentido e se encaixa. Até mesmo aquelas peças que parecem “soltas” demais.

O que me incomodou, no entanto, foi o final. Mais respectivamente, como o final foi apresentado. Gostei bastante da ideia do motivo, mas a forma como ele é revelado ficou parecendo fala de vilão em desenho animado. Foi bastante forçado.

De qualquer forma, para quem é fã de histórias de suspense e mistério, Harlan Coben é sempre um nome a ser considerado e Fique Comigo é uma leitura mais do que indicada. Com um escrita leve (apesar do gênero e de algumas passagens), fluida e precisa, este livro é para deixar o leitor incapaz de dormir antes de saber o final.




Recomendo.


Título Original: Stay Close
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Gênero: Suspense
Sub-Gênero/Assunto: Crime e Mistério, Serial Killer, Falsa Identidade
Período: Atual. Atlantic City, EUA.
Outra Capa:

Achei essa capa MUITO melhor que a nacional.


4/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: