quinta-feira, julho 05, 2012

Simplesmente o Paraíso (Just Like Heaven)- Julia Quinn

Honória Smythe-Smith é:

A) uma violinista muito ruim
B) ainda irritada por ter sido apelidada de "Bug", quando criança
C) NÃO está apaixonada pelo melhor amigo de seu irmão mais velho
D) Todas as alternativas acima

MARCUS HOLROYD é:
A) Conde de Chatteris
B) infelizmente propenso a tornozelos torcidos
C) NÃO está apaixonado pela irmã mais nova de seu melhor amigo
D) Todas as alternativas acima

Juntos, eles:
A) comem um pouco de bolo de chocolate
B) sobrevivem a uma febre mortal E ao pior desempenho do mundo musical
C) apaixonam-se desesperadamente.

É Julia Quinn na sua melhor forma, para que você saiba a resposta é ...

D) Todas as alternativas acima




ATENÇÃO! Esta resenha se refere à minha leitura do livro "Simplesmente o Paraíso" no original, em inglês.

Julia Quinn. Quem me conhece sabe que eu absolutamente fã da autora. Fazia algum tempo que não lia nada “inédito” dela e Just Like Heaven não decepcionou, Aliás, não decepcionou  nem um pouco. O livro é um charme. Com uma narrativa romântica e espirituosa, é aquele tipo de leitura que deixa a gente mais leve, feliz. Com um sorriso no rosto.
E levemente triste ao final por ter acabado tão rápido.

Just Like Heaven é o primeiro livro da série Smythe-Smith Quartet. Quem já leu a autora, principalmente a série Bridgerton, deve estar reconhecendo o nome. Smythe-Smith é uma família que tem a tradição de promover consertos musicais. O problema é que nenhuma da Smythe-Smith é muito boa em música. Aliás, elas são péssimas. E, Honoria, a nossa heroína, e violonista do quarteto sabe muito bem disso.

Honoria Smythe-Smith e Marcus Holroyd se conhecem desde a infância. 5 anos mais velho do que ela, Marcus era o melhor amigo e colega de escola do irmão de Honoria, Daniel. Com o tempo, Honoria perde um pouco de contato com Marcus, acabando por reencontrá-lo apenas por ocasião de sua apresentação à sociedade. O que ela não sabe é que Marcus prometera ao irmão (que teve que sair do país) que tomaria conta de sua irmã mais jovem. E sim, esse tomar conta significava até “afugentar” pretendentes que ele não achava dignos de Honoria.

O problema é que, após duas temporadas, Honoria já está ficando um pouco preocupada por não ter arranjado nenhum pretendente. Ela então bola um plano, uma armadilha mesmo (literalmente, uma armadilha!) para “capturar” um moçoilo casadoiro , mas, quem acaba caindo é justamente Marcus e...

Ah, fazia tempo que eu não me divertia tanto. Just Like Heaven não é um livro cômico, mas a ironia e o humor estão impregnados em cada capítulo. Eu acho que é justamente isso que eu mais gosto na Julia Quinn: a capacidade de ser extremamente romântica sem perder o toque divertido.

“My dress is already filfhy” , she Said , finding a spot at the base of the tree. (…) “This is where you are supposed to tell me I look as fresh as a daisy.”
“It depends on the daisy, I think.



Honoria é impagável com suas tentativas- e devaneios- de conseguir um marido. Sem contar os momentos de total consciência sobre o seu ( e de suas primas) “talento” para música. De certo modo, ela é a típica mocinha dos romances históricos da Regência: esperta, bonita e sem papas na língua; porém, seu humor, muitas vezes involuntário, é que faz toda a diferença. E ela não daqueles personagens que odeiam homens ou que parecem mais mulheres do séc. 21 com roupas antigas. Não, Honoria é uma personagem do seu tempo. Ela quer casar, ter filhos, ser feliz. Nem que para isso ela tenha cavar alguns buracos.

Eu gostei muito de Honoria, mas o meu preferido é Marcus. Adorável herói. Se Honoria é mais aberta, expansiva. Marcus é a timidez em pessoa. A coisa que ele mais odeia é ser o centro das atenções. Não me lembro de ter visto- lido- livros em que o mocinho era tímido. E essa característica dá um toque todo especial à Marcus- e ao romance. É claro, que como todo bom mocinho, ele também pode ser bem possessivo. ;)

“Honoria?” Marcus’s voice drifted down to her ears like falling stars.
She looked up and saw him gazing at her curiously. The music had begun but she had not moved her feet.
He cocked his head to the side, as if to ask her a question. But he didn’t need to speak, and she didn’t need to answer. Instead, she squeeze his hand, and began to dance.. 


Além do humor presente, Just Like Heaven é uma estória extremamente romântica. O final, devo dizer, foi um dos mais fofos e lindinhos que eu já li. Sabe aquele tipo de cena que te faz suspirar e deixa a gente com um sorriso tonto no rosto? Pois é.

O ritmo empregado no livro também é muito bom. O amor entre Marcus e Honoria não aparece do nada; ele vai surgindo, crescendo gradativamente. Nada é apressado ou surgido do nada. E eu gostei muito disso. Uma empatia é criada não só a respeito de Honoria e Marcus, separadamente, mas principalmente como casal.

Por serem amigos, Marcus e Honoria tem aquele tipo de camaradagem e um falar o que pensa não muito comum em flertes e galanteios.

O livro ainda conta com ótimos coadjuvantes, com destaque para a mãe (uma surpresa de mulher, levando em conta outras mães de mocinhas em Romances Históricos Românticos) e as primas de Honoria. As cenas dos “ensaios” são impagáveis. Sem contar, é claro, que livro ainda conta com participações muitos especiais de alguns dos Bridgertons (Colin!) e da excêntrica Sra. Danbury [Como Se Casar com um Marquês]. Em termos cronológicos , Just Like Heaven se passa quase que simultaneamente (um pouco antes) de Romancing Mr. Bridgerton, quarto livro da série Bridgerton. Vale lembrar que, apesar de personagens de outros livros e séries da autora marcarem presença, este é um livro independente daquelas séries.

“I want to kiss you, ” he said, and he touched one finger to her lips. “I want to hold you.”And then, because he couldn’t have kept it inside for one second longer, he said, “I burn for you.”


Just Like Heaven é uma simples estória de amor, sem muitas reviravoltas ou tramas mirabolantes e, talvez, ou, principalmente por isso que seja uma leitura tão deliciosa.

Não vou negar, o livro não é perfeito o suficiente para ganhar 5 estrelinhas (sou bem exigente) mas 4.5 estão mais do que merecidas.

Recomendo!

ETA: A Editora Arqueiro lança TODA a série (em um box lindo!)em Fevereiro de 2017. Claro que eu vou querer ler e postar a resenha aqui, né?
A sinopse da edição nacional é essa:
"Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito…

Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista.

Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão…

Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente?

Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele."

E para mais informações, é só dar uma olhadinha AQUI


Série:

Livro 1- Just Like Heaven (Simplesmente o Paraíso)
Livro 2- A Night Like this (Uma Noite como essa)
Livro 3- A Soma de todos os beijos
Livro 4-Os mistérios de Sir Richard


Título Original: Just Like Heaven
Autor: Julia Quinn
Editora: ArqueiroAvon [Importado]
Gênero: Romance Histórico
Série: - Smythe-Smith Quartet- Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Amizade, Romance
Período: Inglaterra. Regência

Outra Capa:



EXTRAS

BookTrailer:



Site da Autora: www.juliaquinn.com
Ler o Primeiro Capítulo: AQUI [Em Inglês]
Facebook Fanpage- AQUI
Twitter: @ldywhistledown (não é bem um twitter da autora mas sim de uma de suas personagens, Lady Whistledown) É como se fosse um alter-ego.
Twitter: @jqauthor


4.5/5

Reações: