segunda-feira, junho 18, 2012

Desejo Soberano, de Margaret Moore [Maratona de Banca]


Título Original: My Lord’s Desire
Autor: Margaret Moore
Editora: Harlequin
Coleção: Rainhas do Romance Histórico
Gênero: Romance Histórico
Série: King John- 1/4
Sub-Gênero/Assunto: Romance de Banca, Casamento de Conveniência.
Período: Medieval. Inglaterra, 1204
Um terrível juramento...

Ela desejava jamais se casar, jamais permitir que homem algum a reinvindicasse ou tivesse sua mão em casamento. Lady Adelaide dispensara diversos caçadores de fortuna ao chegar a Corte do rei. No entanto, quando sussurros nos sombrios corredores do castelo a jogaram nos braços de um valente cavaleiro em busca de uma esposa, a bela herdeirra começou a questionar seu solene juramento.

Um audacioso noivado...
Para pagar o resgate do irmão, Armand de Boisbaston precisava de uma esposa rica e disposta a ajudá-lo. Em vez disso, o destino lhe enviou Adelaide, uma mulher que afirmava querer evitar o leito nupcial, mas cujos lábios contavam outra história. As perigosas intrigas da Corte, no entanto, estavam prestes a obrigá-los a uma união tão inevitável quanto a paixão que nascia entre eles...





Minha leitura deste mês para a Maratona de Banca 2012 [Minha Lista]. O tema é Romances Históricos Período Medieval.

Pois é. Eu tive certa dificuldade em escrever esta resenha. O livro que eu escolhi, Desejo Soberano simplesmente não me “encantou”, por assim dizer. O livro não é ruim e aí é que está o problema; eu sei que muito gente vai gostar dele mas eu simplesmente não consegui me envolver com a estória.

O livro começa com Armand de Boisbaston chegando à corte do Rei João a fim de conseguir uma esposa. Rica. Ele precisa de dinheiro (que poderia vir do dote) para libertar seu irmão mantido preso na França. Contudo, ele acaba conhecendo (e se encantando com, dã!) Lady Adelaide. Adelaide é uma bela jovem, aparentemente sem grandes riquezas materiais, de personalidade forte e que fez uma promessa de nunca se casar.

Por acasos na estória (não vou falar né?), Armand e Adelaide acabam tendo de fingir estarem noivos; enquanto ele tenta arranjar dinheiro para libertar o irmão , Armand e Adelaide procuram desvendar uma trama para derrubar o rei.
Ah, no meio do caminho os dois se apaixonam.

É, a estória é basicamente isso. Não é ruim. Mas... não deu “liga”comigo. Apesar da trama okay, um casal okay, eu não senti emoção. Armand e Adelaide foram do tipo de personagens que eu não dei mínima. AS cenas de roamnces, apesar de bem feitas, não me fizeram suspirar. Blah.

Eu tenho que admitir que romances ambientados no período medieval não são meus favoritos. Não vou dizer que odeio, pois já li medievais muito bons, mas, na média, ainda prefiro o séc. 19. A questão da higiene- ou falta dela- sempre ‘pega’. E falta de higiene acaba com qualquer clima de romance. QUALQUER. E as autoras tentam disfarçar, fazendo seus personagens tomarem banho toda hora- o que ,de certa forma, irrita pois as pessoas naquela época não tomava, banho toda hora. Aliás, elas NÃO tomavam banho.

Algo que me desagradou no livro e que me desagrada em muitos romances históricos românticos em geral (principalmente os medievais) foi a caracterização da heroína, Adelaide. A autora pareceu se esquecer que a estória se passava no ano de 1204! E não no séc. XXI! Uma coisa é ter uma protagonista forte, com pensamentos além de seu tempo; outra, é uma personagem que “age” como uma mulher contemporânea. Séc. 13 não é Séc. 21, dona Margaret Moore! Além disso, a ambientação da corte me pareceu mais como uma corte francesa do Séc. 18 do que a Inglaterra Medieval.

A única coisa que eu realmente gostei no livro foram os amigos de Adelaide e Armand, Eloise e Bayard.

Leiam e tirem as suas próprias conclusões. Pra mim, infelizmente, foi uma perda de tempo.


A Edição
Infelizmente, esta edição deixou muito a desejar. Não acho certo, mas até compreendo que – de vez em nunca- um erro de grafia ou palavras “grudadas” escapem da Revisão. Se bem que, né gente, CORRETOR ORTOGRÁFICO. Mas erros de concordância de verbal? Concordância nominal? Plural mal empregado? Coisas do tipo Nós vai ?! Isso sim é inadmissível!

Série
Desejo Soberano é o primeiro livro da Série King John e o sexto da Série Brother’s in Arms.

King John
Livro 1- Desejo Soberano
Livro 2- The Notorious Knight - Inédito no Brasil [O casal aqui é Bayard e Gillian, irmã de Adelaide. Só quero saber que fim deram na Eloise!]
Livro 3-The Warlord’s Bride - Inédito no Brasil
Livro -Knave’s Honor - Inédito no Brasil

Brothers in Arms: AQUI


Capa Original:
A questão: durante todo o livro é mencionado o comprimento dos cabelos (longos!) de Armand. Por que, então, tanto na capa brasileiro quanto americana, o modelo da capa tem calos curtos? Hã?

Cotação:
2.5/5

Reações: