segunda-feira, setembro 15, 2014

A Aposta ,de Rachel Van Dyken


“Eu tenho uma proposta para você.”
Kacey deveria ter fugido assim que ouviu essas palavras do milionário Jake Titus. O amigo de infância que Kacey não via há anos é hoje um dos homens mais poderosos e cobiçados de Seattle. E ele precisa de um favor dela: que ela finja ser sua noiva em uma viagem para visitar a avó Nadine, que está muito doente. Kacey aceita sem hesitar, afinal, o que poderia acontecer em apenas quatro dias? Mas o que ela não esperava era reencontrar Travis, o irmão mais velho de Jake, Quando mais novo, ele adorava perturbar Kacey: já incendiou uma boneca, colocou uma cobra em seu saco de dormir. Por isso, recebeu dela o apelido de “Satã”. Mas depois de tantos anos, Kacey se vê diante de um homem lindo, por quem se apaixona no momento em que vê o seu sorriso. O que ela não sabe, no entanto, é que os dois irmãos haviam feito uma aposta quando eram meninos: quem se casasse com Kacey receberia um milhão de dólares. Em “A Aposta”, da autora best-seller do New York Times Rachel Van Dyken, Kacey terá que descobrir qual dos irmãos é o cara certo e fazer sua escolha. Essa é a única certeza que lhe resta.


Fraquinho.

Bem Fraquinho.

A Aposta foi um daqueles livros que falharam tanto na forma quanto no conteúdo.

Eu não tinha grandes expectativas a respeito deste livro mas confesso que tinha achado a sinopse interessante e esperava uma leitura, ao menos, simpática e divertida. Ledo engano. Apesar das poucas páginas, A Aposta foi um livro maçante e eu estive a um passo de abandoná-lo. E olha que eu sou muuuuito difícil de abandonar um livro.

O mote é clichê, mas eu disse me chamou a atenção. A Mocinha, Kacey aceita posar de (falsa) noiva para seu amigo de infância, Jake, um mulherengo assumido e com quem ela teve um teretetê no passado. Jake está tendo uns probleminhas na família e na empresa e precisa “posar de bom moço”, se é que vocês me entendem. A situação já seria estranha se a situação dos dois tivesse sido totalmente resolvida mas para piorar (ou dar um tempero) tem ainda o reencontro com o irmão mais velho de Jake, Travis, que adorava infernizar Kacey quando eles eram crianças. Porém, agora eles não são mais crianças e uma forte atração começa a surgir.

Pois é. Clichê. Um falso Triângulo Amoroso. New Adult.

Ah, tantas possibilidades...

...por água abaixo.

A história tinha sim um bom ponto de partida, que podia desencadear em uma boa trama mas já de início tem uma falha básica: as idades dos personagens não fazem sentido! É dito que eles tem 21, 23 anos o que não bate com as “experiências de vida” que são descritas. São contas que simplesmente não fecham.

A autora tenta dar um tom de humor à história que, honestamente, me soou, ridículo. Cenas de humor pastelão que não acrescentaram em nada. Apenas senti vergonha alheia pelos personagens.

E os personagens, o que dizer? Travis foi o menos pior, mas no geral a caracterização foi péssima. Eles pareciam pré-adolescentes IMATUROS de 10 anos de idade. Para se ter uma ideia, eu cheguei a pensar que a autora era uma adolescente. Afinal, se fosse, eu poderia ter sido mais condescendente na minha análise, porém ela é uma mulher adulta e casada.
Fiquei chocada, eu confesso.

Da mesma forma que eu não dou 5 estrelas “à rodo”, eu também não dou “ 1 estrela” para qualquer livro que eu não goste; eu sempre tento achar algo positivo. Neste caso não consegui.

Sei que muita gente gostou. Quem sabe não é o seu caso.

Ah, a aposta do título? É algo tão sem importância, mencionado tão de passagem, que nem sei porque virou título. E é o título em inglês (aliás, dá nome à série!)


A Série:

Livro 1- A Aposta
Livro 2- The Wager
Livro 3- The Dare

Título Original: The Bet
Autor: Rachel Van Dyken
Editora: Suma
Gênero: New Adult
Série: A Aposta - Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Amizade, Reencontro
Período: Atual. EUA.

Outras Capas:

Cotação:
1/5


Reações: