terça-feira, fevereiro 03, 2015

Paixão Ao Entardecer, de Lisa Kleypas

#resenha
"Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança.
Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles.
Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga.
A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio.
Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio – mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles.
De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é. "






Estou triste. Eu sinto como estivesse me despedindo de amigos de longa data; esta certo os Hathaways sempre estarão esperando por mim na estante mas foi com um misto de tristeza e satisfação que eu terminei este último livro da série.

É engraçado, sabe. Quando eu estava lendo o primeiro livro, mal conseguia imaginar a pequena Beatrix como protagonista de sua prórpria história de amor mas eis que chegou a sua vez. E Beatrix não é mais a menina espevitada dos livros anteriores e sim uma jovem de 23 anos, porém, ao mesmo tempo que ela cresceu isso não quer dizer que seu carater e personalidade mudou radicalmente. Agradeço Lisa Kleypas por isso.

Paixão Ao Entardecer é uma releitura bem livre da história de Cyrano de Bergerac . Cartas trocadas e uma identidade falsa. A princípio, Beatrix estava apenas ajudando a fútil Prudence; esta não sabia ( e não queria) como se corresponder com seu pretendente, Christopher Phelan, que estava lutando na Guerra da Criméia. Phelan era um rapaz belo e divertido nos bailes mas as cartas mostravam uma outra realidade, uma realidade que Prudence não estava nem um pouco a fim de conhecer.

A correspondência entre Beatrix, passando-se por Prudence, e Phelan, deveria ser curta, apenas um par de cartas. Algo para lhe animar os ânimos e, pouco a pouco, foi se transformando em amizade e quando ela se deu por si, estava apaixonada. O problema é que ela não era a doce e bela Prudence, a pretendente dele, mas sim Beatrix Hathaway, a qual ele não tinha muita simpatia e que, certa vez, dissera, que pertencia mais aos estábulos do que aos salões de baile.
O que dizer quando ele finalmente voltasse?

E Christopher Phelan volta, mas ele não é mais o mesmo. Não é o belo e inconsequente rapaz dos salões e, até certo ponto, nem o amigo das cartas. A guerra havia acontecido. Embora ele não estivesse fisicamente ferido, sua alma estava.

Que história linda! Lisa Kleypas sabe das coisas. Ela construiu um romance envolvente e deliciosamente cativante. Eu adorei tudo. Senti raiva e dor por Christopher. Céus, ele podia ser realmente cruel com Beatrix, mas ao mesmo tempo meu coração sofria por ele. Uma guerra modifica uma pessoa- e nem todos conseguem conviver bem o fato de terem...sobrevivido.

E o que dizer de Beatrix? Ela é porreta! Sensível, sim, mas não é de deixar aquele que ame se destruir lentamente. O amor dela pelos animais é lindo, assim como o seu amor por Christopher. Até certo ponto, existe um paralelo, ela vê nele um animalzinho machucado que precisa ser cuidado.

O melhor de tudo é que enquanto estamos envolvidos pela história de Christopher e Beatrix, os outros Hathaways não são deixados de lado. Ah, como adoro suas aparições!

Pobre Christopher, só tenho isso a dizer.

Claro que não poderia deixar de mencionar Albert, o cão. Ele é grande parte desta adorável história de amor. E teve o epílogo praticamente todo dedicado à ele. Nada mais merecido.

Uma crítica? Bem, senti falta do Hodger. ;)

Paixão Ao Entardecer foi um final de série com chave ouro. Um livro leve, romântico e divertido.

Vou sentir saudades desta família.

*** E bem que autora podia fazer um spin-off contando a história de um outro certo casal! (não vou contar para não soltar spoiler!)

A Série
Apesar de ser o primeiro livro de uma série, Os Hathaways, Desejo à Meia-Noite faz parte do mesmo “universo” da série Wallflowers , uma série nunca publicada no Brasil (será publicada pela Arqueiro!!!)mas conhecida das meninas que compram na Wook. A Série Os Hathaways passa-se, mais ou menos, 4 anos após os eventos da outra série. Não é necessário ler a “pré-série” mas quem já leu, irá reconhecer alguns personagens.

Livro 1- Desejo à Meia-Noite [RESENHA]
Livro 2- Sedução ao Amanhecer – [Resenha]
Livro 2.5- A Hathaway Wedding-
Livro 3-Tentação ao Pôr-do –Sol –[Resenha]
Livro 4- Manhã de Núpcias [RESENHA]
Livro 5- Paixão ao Entardecer-



Este livro foi gentilmente cedido pela editora.



Título Original: Love in the afternoon
Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Série: Os Hathaways- livro 5
Gênero: Romance Histórico
Sub-Gênero/Assunto: Romance Epistolar, Falsa Identidade, Imperfeições, Superação, Amor e Ódio , hot, Animais
Período: Era Vitoriana. Interior da Inglaterra.


Outras Capas

5/5

Reações: