quinta-feira, junho 25, 2015

[RESENHA] A Playlist de Hayden - Michelle Falkoff

“Meus amigos do Facebook, hoje é o dia de Maria Passa na Frente...para quem acredita no poder da oração !! Quando receber esta mensagem reze uma Ave Maria e faça seu pedido especial. Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, nasceu Jesus. Santa Maria mãe de Jesus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte, Amém! (Faça seu pedido especial) Por favor não quebre esta novena, copie e cole na hora. Não é para compartilhar, é para copiar e colar no seu mural! E amanhã, eu creio, ela já passou na frente do meu problema e já deu tudo certo!!!! Assim seja... Amém”


Sabe aquele livro que começa super bem, mas depois não se sustenta? Pois é, este é o caso de A Playlist de Hayden.

A Playlist de Hayden fala de temas complicados como o suicídio e o bullying, mas principalmente sobre a questão da perda. Sam é um adolescente comum, meio geek, sem muitos atrativos, viciado em vídeo games, cujo melhor amigo, Hayden, comete suicídio. Apesar do amigo sempre ser um introvertido e ter sido vítima de bullying e humilhações, principalmente por parte do próprio irmão e seus amigos, Sam não consegue entender porque Hayden tomou uma atitude tão extrema- e sem volta. A resposta talvez esteja numa playlist que este deixou como “herança” para o amigo.
Forte; é assim o início de A Playlist de Hayden. Narrado em primeira pessoa, com a história se iniciando logo após a morte de Hayden, já nos deparamos com um adolescente fragilizado e completamente destruído pela morte do melhor amigo.

Mais do seguir em frente, Sam quer respostas- e talvez a única forma de conseguí-las é através da playlist. Os primeiros capítulos do livro são ótimos; com uma escrita forte, vamos acompanhando Sam em sua missão, ao mesmo tempo em que um mistério surge no ar. Neste momento no livro, drama e mistério são muito bem conduzidos, porém, não sei o que acontece, a autora parece que se perde.

Eu tive a impressão que o livro perdeu o foco- nem era sobre bullying, nem suicídio, tão pouco sobre superação. Foi como se tivesse tentado falar de tudo, mas acabou não falando sobre nada. Bullying e suicídio são temas difíceis, complicados- especialmente este último, e eu esperava que, se tratando de um livro voltado para o público adolescente, o tema fosse melhor explorado. O suicídio aqui me pareceu apenas um “meio” para morrer; nunca é realmente discutido as terríveis consequências. E até mesmo na questão do bullying, as soluções me pareceram muito fáceis.

Normalmente eu não gosto de livros narrados em primeira pessoa, principalmente YAs, mas A Playlist de Hayden tem a seu favor um ótimo protagonista. Sam tem carisma, e possui todas as dúvidas e anseios da idade. Ele é que move o livro. É tocando ver como ao mesmo tempo ele quer ser fiel ao amigo morto, ele também quer viver.

No geral, A Playlist de Hayden é um livro interessante porém ao final da leitura fica-se com a impressão de que faltou-lhe algo, que os temas poderiam ter sido melhor explorados.

***Este livro foi gentilmente cedido pela editora***

Título Original: The Playlist for the dead
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Gênero: YA
Sub-Gênero/Assunto: Mistério, Superação
Período: Atual. Iowa, EUA.
Capa Original:

3/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: