sexta-feira, agosto 14, 2015

[Resenha] Pulsação - Gail McHugh


“Emily Cooper sempre pensou que iria se casar e viver ao lado de Dillon Parker. Porém, após conhecer Gavin Blake, toda essa certeza foi por água abaixo. Arrebatada pelo sexy empresário, ela se entregou a uma paixão avassaladora, mas que logo foi abalada por uma dolorosa revelação.

Mesmo com o fim do tórrido relacionamento, Emily percebe que está disposta a arriscar tudo para ficar com o homem que domina seus pensamentos e sonhos desde o dia em que se conheceram. Agora ela só pode se apegar à esperança de que Gavin ainda a deseje, apesar de todos os seus erros e defeitos.

Com o coração partido, Gavin se isola da sociedade e se fecha em um mundo autodestrutivo. Emily não está acostumada a ser forte, mas terá que encontrar dentro de si a coragem e a confiança necessárias para lutar por seu amor e trazer Gavin de volta.

Neste desfecho da série, os leitores ficarão ainda mais apaixonados por Emily e Gavin, envolvidos em uma jornada de perder o fôlego e acelerar a pulsação.”



Não foi uma leitura perfeita, mas foi bem divertida e agradável- e, melhor, ajudou a redimir a mocinha.

Tensão foi um New Adult simpático, com um mocinho tudi-bão ótimo, mas que tinha uma das piores mocinhas que eu já tive o desprazer de encontrar. Emily era uma chata, sonsa lesa dos infernos. Quando o livro não termina exatamente do modo “e fomos felizes para sempre” eu até fiquei meio feliz. O Gavin, boy-magia, merecia MUITO mais.

Eu considerei até deixar a série pra lá, mas ah! Eram só dois livros- e a romântica em mim ( e a escorpiana também) queriam saber como tudo iria terminar.
Ainda bem que deu uma segunda chance! Que melhora! Emily parece até outra pessoa; bem, nem tanto, ela ainda tem umas “recaídas” de chororô, mas melhorou TANTO- e melhor! Ela sofre, ah, ela sofre. E eu achei bem feito! Sim, sou ruim! rs Mas o Gavin era o amor em pessoa e ela sempre de fiofó doce, tinha que sofrer mesmo.

Todavia, nessa sofrência toda, a história começou a ficar com um quê de novela mexicana, ou talvez Gloria Perez. Dá-lhe drama! Afinal, não podemos esquecer o ex-noivo mau-caráter, né? Mau como o Pica-Pau! Além disso, o Gavin parecia que tinha tomado uma superdose de Viagra com Catuaba Selvagem. O rapaz tava praticamente no cio! Eu não tenho nada contra romances “sensuais”, muito pelo contrário, mas acho que a autora exagerou um pouco aqui. Ficou tudo muito sexualizado. Acima do tom.

O que é uma pena, pois, as cenas de romance “romântico” são extremamente belas; existe uma delicadeza no texto.

No geral, a história é bem simpática, e a gente se vê verdadeiramente envolvido pelos personagens, mesmo que torçamos o nariz em alguns momentos. Algo que eu gostei muito é que a autora não parece ter medo ou “preguiça” de escrever. Muitas vezes me incomoda alguns textos (especialmente nos romances) são muito corridos, sem desenvolvimentos, ou descrições. Isto ajuda a gente a se situar melhor na história, a conhecer mais a fundo os personagens.

Pulsação é uma leitura sem grandes surpresas, mas essencialmente romântica e divertida. E Gavin...bem, Gavin é sempre Gavin. E deixa a gente com aquele sorrisinho no rosto.
Vale a Pena a Leitura.


Série:

Livro 1-Tensão
Livro 2- Pulsação

Este livro foi gentilmente cedido pela editora.




Título Original: Pulse
Autor: Gail McHugh
Editora: Arqueiro
Série Collide
Gênero: New Adult
Sub-Gênero/Assunto: Hot, Segunda-Chance, Gravidez
Período: Atual. Nova Iorque, EUA.
Capa original:


4/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: