terça-feira, dezembro 29, 2015

[Resenha] A Pousada Do fim do Rio - Nora Roberts

“Os pais de Olivia foram um dos casais mais famosos dos anos dourados de Hollywood... até a noite em que o monstro apareceu. O monstro que destruiu seu lar maravilhoso e afastou sua mãe para sempre. O monstro que tinha o rosto de seu pai.”

Começa bem mas, como sempre (em se tratando de Nora), derrapa no final.

Eu gosto bastante dos livros da Nora Roberts, especialmente os suspenses românticos; acho que é neste gênero que ela melhor se destaca. Porém, percebo, livro após livro, que a autora-por mais talentosa que seja- deixa quase sempre deixa a desejar nos finais. Com A Pousada do fim do rio não foi diferente.
Aos 4 anos de idade, Olivia foi a principal testemunha que levou seu pai, um famoso ator de cinema, à prisão, acusado de matar a esposa, também uma famosíssima atriz. Buscando proteger a neta, os avós maternos dela a levaram para morar com eles, em uma afastada pousada da qual eram donos, no estado de Washington.

Olivia viveu ali sem nunca querer voltar para Los Angeles e mantendo-se firme na decisão de não relembrar o passado. Claro, como já é de se esperar, isso irá mudar- e a mudança acontece justamente através do filho do principal investigador do crime. Noah escreve livros baseados em crimes reais e sempre se sentiu atraído pela aquela história fantástica do grande astro de Hollywood que havia matado a própria esposa. Ele sabia que não poderia fazer um bom livro sem os depoimentos dos envolvidos no caso e quando o ex-ator resolve contar-lhe sua versão, Noah sabe que precisa também do depoimento de Olivia.

Obviamente ela não quer saber de reviver tudo- até porque era muito pequena na época, mas quando o pai (finalmente) consegue a liberdade condicional talvez tenha chegado a hora de retirar alguns esqueletos do armário.

Particularmente, eu não sou muito fã de livros protagonizados por atores e atrizes (ou o mundinho de Hollywoood, no geral) mas confesso que achei a premissa de A Pousada do fim do rio bem interessante. O livro começa justamente com o fim de um conto-de-fadas; um casamento que chega tragicamente ao fim.

Além disso, as razões (e questões) que levam o herói, Noah, a encontrar a
mocinha,Olivia, são interessantes e vão um pouco além do lugar comum. O encontro tem uma razão de ser e não é apenas uma obra do destino. Isso é legal. O problema é como essa relação se desenvolve. Não só a relação mas o livro como um todo.

Em sua primeira metadeA Pousada do fim do rio é um livro dinâmico, pendendo muito mais ao drama do que ao romance ou mesmo ou suspense. A questão é que por mais que esta primeira primeira parte tenha sido boa, eu tive a impressão que nada mais era que um longo prólogo- e que o livro não havi “começado” verdadeiramente.

E,olha, isso demora pra acontecer. Parece estranho o que vou dizer, mas a relação de Olivia e Noah era romãntica- mas ao mesmo tempo não era. Achei que a autora demorou muito para consolidar os dois como casal; tudo bem, havia várias “questões” a serem resolvidas, mas achei que o impasse demorou muito e a parte do mistério também não era muito bem trabalhada.

Aliás, o “mistério” é que foi a grande baixa do livro. ÓBVIO demais. Fiquei decepcionada. Não como negar que o livro tinha os seus problemas, mas era- até quase o final- quele tipo de leitura que te prende de um jeito que é praticamente impossível de largar. O problema é que Nora Roberts, mesmo com todo seu talento, resolveu, mas uma vez fazer um final apressado e incrivelmente óbvio. Uma pena.

Eu não amei o casal, até porque, pra mim, Olivia, beirava a chatice várias vezes. Tudo bem, eu sei que ela sofreu mas era muito cheia de não me toques, “eu sei me cuidar”, “sou uma mulher moderna”. Já de Noah, eu gostei, apesar de achar que ele pisou na bola algumas vezes. Porém o melhor personagem sem dúvidas é o pai de Olivia. O mais bem acabado e desenvolvido do livro.

A Pousada do fim do rio foi aquele tipo de leitura que tinha muito potencial mas que acabou se perdendo pelo caminho. Pode até parecer que eu não tenha gostado, mas eu gostei bastante do livro.

Todavia, apesar de tudo, acho que vale bastante a pena dar uma conferida. Nora Roberts tem talento- só precisa aperfeiçoar seus finais.

Recomendo!

Título Original: River’s End
Autor: Nora Roberts
Editora: Bertrand
Gênero: Suspense Romântico
Sub-Gênero/Assunto: Crime e Mistério, Atrizes, Jornalistas, Suspense
Período: Contemporâneo. Anos 90. Estados da California e de Washington, EUA.

Outras Capas

4/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: