terça-feira, julho 26, 2011

Retrato Macabro, de Heather Graham

Título Original: Picture Me Dead
Autor: Heather Graham
Editora: Harlequin
Gênero: Suspense Romântico
Coleção: Livraria: Suspense Romântico
Sub-Gênero/Assunto: Crime e Mistério
Período: Atual
Quando o corpo mutilado de uma mulher é encontrado na estrada, a retratista e oficial em treinamento Ashey Montague é escalada para trabalhar ao lado do detetive Jake Dilessio em uma investigação que os leva diretamente para o submundo da cobiça, de policiais corruptos e assassinatos.



















Bom livro de suspense. Não é um livro perfeito, mas serve como bom passatempo.
O início é um pouco confuso mas vai criando ritmo. É daquele tipo de estória onde várias pontas soltas e aparentemente desconectas vão se juntando e ‘criando sentindo’ no final. O final, por sinal, é do tipo, ‘eletrizante’ apesar de que eu achei a parte do seqüestro quase risível (sério, parecia episódio dos Três Patetas).


O maior problema está na parte ‘suspense’ da estória. Como já mencionei anteriormente, o início é um pouco confuso e os personagens são muitos – assim como as situações. No final tudo se encaixa, é certo, mas até quase metade do livro eu fiquei bem perdida na estória.


“Enquanto ele estava lá, dizendo coisas desagradáveis, ela recebeu aquilo com indignação, pensando o tempo todo que gostava de seus olhos escuros, da estrutura de seu rosto. Sua carne. Sua carne nua. Ele tinha que viver em uma casa flutuante, onde a coisa mais natural do mundo era sentar-se no convés só de bermudas."


O melhor do livro é, sem sombra de dúvida, a relação entre Ashey e Jake. Os dois têm uma relação quase de amor e ódio, atração e repulsa. Um dos pontos altos, a meu ver, foi a decisão da autora de não fazer- pelo menos à princípio- uma relação ‘romântica’ entre o s dois. Não, o ‘te amo, meu amor’, ‘sempre te amei’ não acontece gratuitamente.

"-Você está armado.
- Para Segurança.
-Que bom- ela umedeceu os lábios(...) – Então?
Ele encolheu os ombros. Sentia-se como se tivesse por dentro a lava de um vulcão. Não ia tocar nela de maneira alguma, mas sentia como se ela faiscasse, enchendo de poeira brilhante o espaço entre eles.
-Foda-se- murmurou ele.
E então ela disse:
- Na sua casa ou na minha?"

O início da relação é puramente carnal. E é ótima ! A primeira cena de sexo entre os dois é uma das melhores que eu já li. Eles praticamente não falam nada- é tudo, e somente, olho no olho, pele na pele (ficou brega isso, né? Fazer o quê!) Extremamente HOT.

Não é o melhor livro de mistério já escrito, mas irá agradar aos fãs do gênero e quem gosta de um romance mais caliente.


"Ela ainda tremia. Abraçou-a. Ambos tomaram fôlego.
Pouco depois, ele disse com suavidade:
-Quer conversar?
-Não."


A Edição
Infelizmente, encontrei alguns problemas com a revisão do livro. Principalmente, erros de colocação de frases e uso excessivo e sem critério da expressão “pra danar” .


Capa Original:



EXTRAS

Site da Autora: Então, achei dois sites da autora:
http://www.eheathergraham.com/
http://theoriginalheathergraham.com/
Facebook FanPage http://www.facebook.com/pages/Heather-Graham/140489816494

Cotação:

3.5 /5

Reações: