quarta-feira, março 20, 2013

Um Abismo Profundo, de Cherry Adair


A beleza pode ser ilusória... mas o perigo é capaz de fortalecer a paixão!

Encantada com a beleza tropical de uma ilhota na Polinésia, a tradutora Talia Cruise não percebe o perigo que corre - até quase morrer na misteriosa explosão do iate em que passeava. Ela é resgata pelo enigmático Michael Wright, cujo dinamismo é tão evidente quanto sua sensualidade... Um estranho que não é o que parece ser.

Michael viera acertar contas com o pai de Talia, a quem julgava responsável pelo incidente que acabara com sua carreira. Talia era seu alvo de vingança, mas acabou se tornando alvo de seu coração. Como esquecer o passado, sobreviver ao presente e consolidar um amor para o futuro, se entre eles existia um abismo tão profundo?





Antes de qualquer coisa, devo dizer que este livro deveria ter sido a minha leitura reserva da Maratona de Banca, mês de fevereiro, cujo tema proposto era Vingança. Infelizmente, não consegui terminar o livro a tempo, mas a leitura foi tão legal que o livro mereceu ir pra minha lista final da maratona.

Um Abismo Profundo é um romance de banca que sai um pouco do lugar comum dos romances do gênero. (Aliás, percebi que essa era uma característica dos primeiros números da série Bestseller. Pena que não existe mais. #divagação). É claro que temos o casal apaixonado e o final feliz mas as coisas acontecem de forma diferente do usual.

Como já era de esperar – afinal o tema da Maratona era esse- o livro fala sobre vingança. Michael Wright é um ex-Seal (espécie de “supersoldado” da Marinha) , cujo objetivo de sua vida é vingar-se do homem que matou seu melhor amigo e o deixou cego de um olho. E para atingir seus objetivos, nada melhor que usar a filha de seu inimigo, Talia Cruise , uma tradutora sem -graça.

Tá certo, a trama nem parece tão original assim. Não é mesmo. O nosso mocinho é caolho mas daí, quantos, duques, condes e mercenários não o são. E desejo de vingança...bem, só na série Paixão temos dezenas deles! O legal em Um Abismo Profundo são os detalhes. Pequenas coisas que tornaram a leitura especial.

Michael tem medo de água. Sim, ele era da Marinha e tem pavor d’água. Talia, por sua vez, tem medo de escuro. Aliás, a mocinha aqui é descrita como uma jovem bem comum e sem graça e que canta pessimamente mal. O problema é que ela é partidária do quem canta seus males espanta, levando Michael quase à loucura, por diversas vezes.

Eu gostei muito que a Talia, apesar de ser descrita como insegura e numa eterna busca pela aprovação ( e amor) do pai, ela não é uma virgenzinha assustada. Tudo bem que *eu* não teria transado com um (quase) completo estranho naquela situação, mas pelo menos ela não foi do tipo que fica se lamentado de depois de enfiar o pé na jaca. Ah, e ela podia ser do tipo sem graça e Michael podia até ser caolho e em busca de vingança, mas os dois bens que gostavam de um sexo. E o melhor, sem juros de amor eterno. Claro que o amor vai acontecer, afinal é um romance e Michael, mais cedo ou mais, terá que se deparar com um dilema.

Michael e Talia são ótimos juntos, com muita química e cenas de amor e sexo na medida. Química e  caliência! rs

Um Abismo Profundo é do tipo de leitura que tem tudo, uma aventura frenética mesmo, com boas doses de romance. Claro que não estou falando que este é um romance policial sueco, mas é uma jornada divertida e um pouco mais forte do que outros livros românticos envolvendo suspense. Aqui, as mortes não são “limpinhas” e o mocinho, sim, tem sangue nas mãos.

É o tipo de romance de banca que, com algumas “intervenções” poderia muito bem ser vendido em versão livraria. Afinal de contas, existem muitos poucos livros de aventura romântica no Brasil.

O livro é quarto de uma série chamada T-FLAC (série enorme... e como eu estou com preguiça de digitar todos os títulos, vocês podem dar uma olhada na lista completa AQUI  no Goodreads) que, obviamente foi lançada fora de ordem no Brasil (na verdade, só lançaram esse livro mesmo Um outro livro da série foi lançado na Coleção Bianca, com o título Anjo da Noite  . Obrigado por avisar, Cris!). Porém, apesar de ser o quarto livro, ele pode muito bem ser lido sem tenha lido os três primeiros antes. Aliás, o primeiro livro da série é beeem chatinho e não tem nada a ver com os livros seguintes, esses sim , protagonizados pelos irmãos de Michael.

Em suma, Um Abismo Profundo é uma leitura leve, romântica e divertida.

Recomendo.



Título Original: In Too Deep
Autor: Cherry Adair
Editora: Nova Cultural
Coleção: Bestseller 75
Série: T-Flac- Livro 4
Gênero: Suspense Romântico
Sub-Gênero/Assunto: Romance de Banca, Vingança, Romance Contemporâneo, Imperfeições, Aventura
Período: Contemporâneo. Tahiti.

Capa Original:





4/5

Reações: