quinta-feira, agosto 29, 2013

Cativa do Coração, de Sandra Marton

Além de quente, o sangue do ex -agente Matthew Knight tem um traço que o toma ainda mais irresistível: ele é descendente dos índios Comanches!

Rude, firme e especialista no campo do gerencia-mento de risco, Matthew aceita o caso de Mia Palmieri, uma mulher comum que se encontra em uma situação extraordinária.Para revelar a verdade sobre essa mulher, a única opção é sequestrá-la!

Mas enquanto é mantida prisioneira no esconderijo de luxo de Knight, Mia não consegue resistir à beleza viril e musculosa desse homem. Embora os momentos de amor dos dois sejam quentes e selvagens, Mia ainda tem uma missão secreta para cumprir...


FALA. SÉRIO. Que livro é esse? Tá certo que a gente sempre deixa a mente aberta quando se trata de romances, mas tudo tem limites, né?!
Eu já disso algumas vezes, não sou fã da série Paixão, mas esta foi uma leitura para a Maratona de Banca. Eu comprei esse livrinho por apenas 1 real (graças aos céus! Se tivesse pagado mais, acho teria me enforcado num pé de couve!) e, honestamente, até tinha esperanças em relação à história.

Era um Paixão sem Sheiks, Italianos, Gregos ou afins e sem grávidas ou crianças! Eu adoro uma história com grávidas e bebês mas quando é sempre a mesma coisa cansa, né? E Cativa do Coração parecia ser diferente.
E foi.
Históriazinha nada a ver.

Pra ninguém ficar perdido nessa resenha/desabafo, rs, vamos ao básico: Matthew Knight é o nosso mocinho que tem como missão encontrar Mia Palmieri a noiva de um alto comandante das forças armadas. Supostamente Mia está envolvida com tráfego de drogas. Matthew até que encontra Mia com certa facilidade mas em vez de “entregá-la”ao noivo ele revolve sequestrá-la para... sei lá bem o quê. Entregá-la mais tarde? É, deve ser isso. Afinal, ele tem certeza que ela está envolvida com os tóxicos!! Mia, por sua vez, acha que Matthew é um assassino profissional contratado para matá-la.

Até aí tudo bem, vocês podem pensar. Um pouco clichê, é claro. Com o tempo e o convívio, a atração entre os dois fica insustentável e eles acabam se rendendo à paixão...blá blá blá Ah! Mas não teve isso de “tempo e convívio”não! A mulher já deu logo de cara!

Pausa.

Não sou moralista, longe disso, mas me diga quem- QUEM- dá pro próprio sequestrador no primeiro dia de sequestro? Ou em qualquer dia, pra falar a verdade. Se ainda tivesse sido uma situação em que a moçoila quisesse usar o sexo para seduzir o seu algoz, até teria sido interessante. Mas não foi nada disso. Foi fogo na Xana mesmo! Sabe quando o problema não é o sexo em si mas a situação? aliás me pergunto se a autora andou conversando com a Sara Fawkes mas isso é tema pra outra resenha.

E o pior de tudo é que nem foi sexy! Ou romântico. Aliás, de romântico, esse livro não teve nada. Só a lenga-lenga de “aquela vaca, traficante sem-vergonha. Odeio ela”. Cinco minutos depois. “Oh! Eu a amo! Ela é uma santa, a futura mulher de meus filhos!” #sono

Eu tive a impressão que a autora quis fazer uma “aventura sexy” mas não foi muito bem sucedida. As cenas de ação são risíveis e o romance, sofrível. Não existe um desenvolvimento, uma conexão maior entre os personagens. É tudo muito rápido, corrido. Eu até nem teria ligado pro fogo na periquita da mocinha se tivesse havido um maior envolvimento entre os dois.

Acho que o único ponto positivo fica por conta do fato da autora ter saído da mesmice dos sheiks e milionários de plantão e é por isso eu atribuí 2 estrelinhas e não só 1, de resto achei o livro muito fraquinho.
Contudo, quero salientar que gosto e gosto e cabe a cada um formar a sua própria opinião.

Título Original: Captive in his Bed
Autor: Sandra Marton
Editora: Harlequin
Coleção: Harlequin Paixão 60
Série: Irmãos Knight 2/3
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Romance de Banca, Sequestro, Aventura, Imperfeições
Período: Dias Atuais. Colômbia.




Minha Lista: AQUI



Série:
Livro 1-Ao Sabor da Sedução
Livro 2-Cativa do Coração
Livro 3-Prisioneira do Amor



Capa Original:



2.0/5

Reações: