segunda-feira, abril 28, 2014

Todos Os Meus Amigos São Super-Heróis, de Andrew Kaufman

Existem aproximadamente 249 super-heróis na cidade de Toronto. Tom não é um super-herói, mas conhece vários: O Anfíbio, A Pilha de Nervos, A Bronca, O Homem Impossível, O Minigigante, Daquiapouco, A Doma-Rapaz, dentre outros. Tom casou-se com uma super-heroína, A Perfeccionista, cujo poder é tornar tudo perfeito. No dia do casamento, Hipno, supervilão e ex-namorado de Perfeccionista, hipnotizou-a: Tom ficou invisível, mas somente aos olhos dela. Depois de dois meses sem notar o marido, a Perfeccionista está prestes a pegar um avião para recomeçar a vida em Vancouver.

É a partir de uma bela história de amor que Todos os Meus Amigos São Super-Heróis constrói um universo onde amizade, romance, profissões e cotidianos muito parecidos com os nossos ganham uma fina pátina de superpoder - ou mostra que superpoderes são apenas uma questão de ponto de vista. Tom está desesperado para que sua amada Perfeccionista volte a enxergá-lo e amá-lo. Como resolver isto sendo o único ser humano sem poderes nessa história?




Estranho. E não de uma maneira pejorativa. Todos os Meus Amigos são Super-Heróis é, antes de qualquer coisa, um livro “diferente”; diferente em vários aspectos, tanto na forma como no conteúdo.

Está certo, à primeira vista pode-se dizer que o livro é sobre uma história de amor não-resolvida: um homem, Tom, que se torna invisível para a sua mulher- apenas ela- e suas tentativas de fazê-la “enxergá-lo” novamente antes que seja tarde demais.

Sim, é uma história simples, mas como eu disse, Todos os Meus Amigos são Super-Heroes é um livro diferente, com personagens e situações que fogem- e muito- do comum. Tom, o nosso herói pode até ser considreado um cara “normal”, mas sua amada a Perfeccionista é uma super-heroína, assim como todos os seus amigos.

Não pense que ser um super-heroi é algo especial; bem, talvez até seja mas neste universo, ser um super-herói é apenas ter uma característica diferente, ou mais acentuada. Ser “diferente” não significa estar imune a problemas ou decepções.

Tom não tem poderes e quando sua Perfê não consegue mais vê-lo, ele só pode contar com os amigos- e consigo mesmo.

 Apesar do que possa parecer a primeira vista, este é um livro adulto que, através de uma realidade fantástica apresenta um mundo de questionamentos e situações que poderiam muito bem ser transportadas para o "mundo real". O autor apenas os apresenta sob uma lente diferente.

Todos os Meus Amigos são Super-Heróis, eu acredito, é um daqueles livros de múltiplos significados e interpretações. Ele fala sobre amizade, amor, persistência, porém, no meu modo de ver, fala sobre exergar o que está bem a nossa frente. Tudo o que Tom quer é a Perfeccionista o veja, mas como fazer isso sem ter poder algum? Qual gatilho deve ser acionado para ele voltar a ser visível?

Se pensarmos bem, muitas vezes nos deparamos com Tom’s “invisíveis” na nossa vida.

Com um estilo simples e direto, Andrew Kaufman nos conduz por uma história cheia de humor e sutilezas exacerbadas. A maioria das situações podem ser até consideradas “over” e, com certeza, surrealistas, mas elas se alinham perfeitamente dentro do contexto proposto. É um texto que foge totalmente do lugar-comum- e isso é muito bom.

Todos os Meus Amigos são Super-Heróis é uma divertida surpresa .

Vale a pena a leitura!


 photo aba-todos-os-meus-amigos-pec-a-02-v1_zps2b642c17.jpg


Título Original: All My Friends are Super-Heroes
Autor: Andrew Kaufman
Editora: Leya
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Realidade Fantástica, Surrealismo, Humor
Período: Atual. Canadá


3.5/5

Reações: