segunda-feira, setembro 22, 2014

Os Segredos de Colin Bridgerton, de Julia Quinn


“Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres.

Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade.

Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.

Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.

No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.

Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.



Como falar de um livro pelo o qual se é completamente apaixonada sem parecer uma tola?
Eu não sei ao certo como começar esta resenha de Os Segredos de Colin Bridgerton. Dizer que este é o meu favorito da série os Bridgertons? Que é um dos meus livros favoritos entre todos? Bem, acho que isso já é óbvio, não?
Acredito que um livro se torna favorito não por sua perfeição, ou qualidade técnica, mas pelo quanto ele te toca, o quanto você não se cansa de ler e reler.
Pelos momentos de felicidade que lhe proporcionam.

Penelope Featherington sempre foi um patinho feio. Sem atrativos físicos, acima do peso e, ainda por cima, usando vestidos amarelos horrorosos escolhidos pela mãe, ela passou a adolescência sendo preterida nos bailes e saraus. O tempo passou e Penelope perdeu alguns quilos, não usava mais as roupas que não lhe cabiam bem porém nunca seria uma beldade.

Aos 28 anos, era uma solteirona. E estava resignada com isso. Penelope vivia à margem, invisível aos outros, apesar de ser a melhor amiga de Eloise Bridgerton e frequentar a casa da conhecida (e animada) família diariamente.

Ao contrário de Penelope, Colin Bridgerton sempre foi uma pessoa popular. Bonito, rico e charmoso. Desde cedo já era considerado um “partidão” e disputado pelas moçoilas casadeiras e suas mães. Todavia, apesar de ter tudo, Colin se sentia incompleto, insatisfeito com sua própria vida. Colin sentia falta de um propósito. Ele viajava para tentar “sanar” esta inquietude, mas o sentimento continuava ali.

Após retornar de mais uma viagem, Colin reencontra Penelope e tem uma surpresa com o que encontra. Não, a jovem sem graça não se tornou uma beldade. Ele apenas descobre que ela é muito mais que uma solteirona que fica pelos cantos nos bailes. Penélope é inteligente, interessante e, muito divertida.

Até então, Penelope era apenas a amiga de uma de suas irmãs. Na verdade, ele sentia pena dela.

O que ele não sabia que é ela é completamente apaixonada por ele desde os 16 anos.
Eu sempre gostei do conto do O Patinho Feio, da ideia por trás daquele conto de fada, em que a beleza pode estar escondida. Porém, ao contrário do que acontece em muitas histórias com o mesmo tema, não é descoberto em Penelope uma beleza inebriante. Não. De certa forma, ela continua a mesma (claro, quilos a menos e roupas melhores ajudam bastante) mas o que muda realmente é o modo como Colin a vê. Como ele a verdadeiramente vê. O jovem descobre nela uma força e uma beleza que poucos conseguem, nem mesma a própria mãe de Penélope.

Penelope é daqueles personagens que fazem a gente ter vontade de abraçar e ter como amigo. Ela não é uma pessoa amarga e triste, mas a melancolia está ali, bem abaixo da superfície. A amizade com Colin e o contato com os Bridgertons é o bastante para ela se sentir “fazendo parte” de algo, mas no fundo ela quer mais. Ela não é solteirona por que quer. Ela sabe disse- e nós também.

"Penelope teve uma visão do futuro segundo a descrição da mãe e sentiu um súbito desejo de sair correndo e se casar com o limpador de chaminés. Fazia tempo que se resignara à vida de solteirona eterna, embora, de alguma forma, sempre estivesse se imaginado morando na própria casinha com varanda."

Porém apesar de tudo, Penelope nunca se apresenta como uma alma passiva, sem força.
Os Segredos de Colin Bridgerton passa cerca de 11 anos após O Duque e Eu e, apesar dos livros da série serem independentes, somos presenteados com a presença da família em vários momentos do livro. AMO.

E apesar de ser uma história de amor com toques do Patinho Feio, Penelope também tem sua própria “Fada Madrinha”; se é que podemos chamar assim a irascível Lady Danbury. A velha senhora da sociedade, temida por todos muitos, e que adora dar bengalas em canelas alheias, resolve colocar Penelope sob suas asas. Ela é uma das poucas que consegue ver além da “mocinha sem graça”.

Aqui também finalmente descobrimos quem é a famosa colunista de fofocas Lady Whistledown. Não diria que é uma descoberta totalmente surpreendente. Mas é perfeita.

E perfeito são vários momentos deste livro; momentos alegres, divertidos e agridoces. Ah, como quis confortar Penelope! Abraçar Colin por atitudes lindas que ele tomou e dar umas boas bengaladas na mãe da nossa mocinha. Mulherzinha sem noção!
Os Segredos de Colin Bridgerton é uma história linda; fala de amor, amizade, sonhos e a necessidade de ser feliz.

Se eu recomendo? Claro, né?!

(Em tempo: Não, eu não gostei do título em Português. Nada a ver.)

Quando eu li este livro pela primeira vez, em inglês, eu até fiz um desenho inspirado no Capítulo 9. :)


Título Original: Romancing Mister Bridgerton
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance Histórico
Série: Os Bridgertons - Livro 4
Sub-Gênero/Assunto: Amizade, Reencontro,
Período: Regência.

Série:
Livro 1- O Duque e Eu
Livro 2- O Visconde Que me Amava
Livro 3- Um Perfeito Cavalheiro
Livro 4- Os Segredos de Colin Bridgerton
Livro 5- Para Sir Phillip, com Amor
Livro 6- When He was Wicked
Livro 7- It´s In His Kiss
Livro 8- On The Way to The Wedding

A série ainda tem "Segundos Epílogos". (Ver a lista completa AQUI)
Outras Capas:


5/5

Reações: