quarta-feira, abril 08, 2015

[Resenha] Sangue Mágico - Ilona Andrews


“Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para viver. No momento em que a magia domina, os carros param e as armas falham.
Quando a tecnologia assume, os feitiços de proteção já não protegem sua casa dos monstros. Aqui, os arranha-céus são derrubados pelo ataque da magia; homens-lobo e homens-hiena rondam as ruas arruinadas; e os Mestres dos Mortos, necromantes impulsionados pela fome de poder, comandam vampiros com suas mentes.
Neste mundo, vive Kate Daniels. Kate gosta um um pouco demais de usar a sua espada e tem dificuldade de ficar calada. A magia em seu sangue a torna um alvo, e ela passa a maior parte da vida se escondendo no meio da multidão.

Mas quando o guardião de Kate é assassinado, ela deve optar entre não fazer nada e manter-se segura… ou perseguir o assassino sobrenatural. Esconder-se é fácil, mas a escolha certa nunca o é...”


Muito bom!
Sangue Mágico é um Urban Fantasy que se passa em uma Atlanta pós-moderna, destruída pela magia. No mundo criado por Ilana Andrews (que na verdade são duas pessoas, um casal), em um futuro não definido, a magia “retornou” ao mundo, destruindo construções e inviabilizando a tecnologia. Além disso, a magia trouxe consigo seres fantásticos como monstros, metamorfos, vampiros e outros seres simpáticos. Porém a magia não tomou conta “por completo” deste novo mundo, ela vem em “ondas” e estas “ondas” acabam afetando tudo que é mecânico, tecnológico (como luz elétrica, carros).
São tempos perigosos.
E é nesse mundo perigoso que vive Katie Andrews, uma jovem mercenária. Katie é uma solitária, vivendo apenas de pequenos (ou não tão pequenos) serviços de combate,abate e proteção. Sua única companhia é A Matadora, sua espada. Katie não quer parceiros, nem chefes. Além disso, por ter magia no sangue, é mais prudente que ela se mantenha low profile. Sua vida está boa do jeito que está. Todavia, isso muda quando seu guardião, e pessoa mais próxima dela, é assassinado.

É neste momento que Katie percebe que precisa da ajuda do Sistema. Da Ordem
Encarregada de uma investigação oficial, Katie precisa aprender a não trabalhar sozinha- e contar com o apoio (será?) de outros seres, entre eles Curran, o Senhor das Feras, um metamorfo muito do metido!

Ah, Curran, Curran! O chefe das feras é o tipo de “homem” que não leva desaforo pra casa, nem mesmo de uma menina metida a guerreira como Katie. A relação dos dois beira o amor e ódio, mas no fundo, ambos se admiram muito. Curran transforma-se em um grande leão cinzento e um dos seres mais poderosos de sua espécie- além de ser o melhor do livro. Só por ele, Sangue Azul já vale a pena. É macho-alfa, sim!Mas sem ogrisses. Bem, não muitas, pelo menos! rs

Apesar de narrado em primeira pessoa, por katie, não sabemos muito sobre a personagem, e acho que isto incomoda um pouco. Senti falta de um background, saber mais sobre ela e seu passado. Eu gostei de Katie. Apesar de ter um jeito de meio “phodona”, ela não é aquele tipo de personagem que se acha demais, nem quer “mais um dos rapazes”. Ela é simpática, mas faltou algo com que eu pudesse me conectar melhor com a personagem. Penso eu que este é o maior problema do livro. Foi a única coisa que verdadeiramente me incomodou.

Fora isso, Sangue Mágico é uma aventura intensa, com um ótimo humor irônico. As interações entre Katie e Curran são deliciosas. Além disso, em nenhum momento a trama se mostra cansativa ou aborrecida. Os autores mostraram coerência no mundo criado por eles, sem apresentar elementos que parecessem saídos do nada.

Sangue Mágico, como já foi mencionado, é uma Urban Fantasy, porém, sua essência é de um romance de mistério, com direito a crime, investigações e suspeitos; é uma din|âmica diferente de apenas se ver o “mocinha” contra o ser que quer dominar/destruir o mundo. Ao mesmo tempo que a gente quer saber mais sobre este mundo diferente e fantástico, queremos também saber quem é o culpado. Fantasia e mistério não se anulam.

Sangue Mágico é um Urban Fantasy cheio de surpresas e muita emoção e que ainda conta com personagens cativantes e inesquecíveis. #VemNiMimCurran Para quem é fã do gênero, ou está o experimentando agora, é leitura mais do que recomendada!

Aventure-se!

Recomendo!



Título Original: Magic Bittes
Autor: Ilona Andrews
Editora: Saída de Emergência
Série: Kate Daniels – Livro 1
Gênero: Urban Fantasy
Sub-Gênero/Assunto: Fantasia, Magia, Metamorfos, Crime e Mistério, Paranormal
Período: Um futuro indefinido. Atlanta, EUA

Capa original:

4.5/5

Reações: