quinta-feira, outubro 22, 2009

Estrela do Texas 01: 'Uma tacada de Sorte'



!Estrela do Texas: Livro 1: Uma Tacada de Sorte





Título Original: Stroke of Fortune
Autor: Christine Rimmer
Editora: Harlequin Books
Colecão: Destinos
Série: Estrela do Texas Country Club
Gênero: Romance
Sub-Gênero/Assunto: Romance Contemporâneo, Gravidez, Segunda Chance, Mistério, Máfia.
Período: Atual
Sinopse:
O cobiçado solteirão Flynt Carson acertou a bola no buraco com uma única tacada, quando encontrou um bebê abando¬nado no campo de golfe do Estrela do Texas Country Club. Embora a possível paternidade despertasse lembranças dolo¬rosas nele, isso era só o começo da contusão para Flynt e tam¬bém para a cidade de Mission Creek. Flynt não se sentia digno de criar a menininha e nem de se reconciliar com Josie Lavender, uma mulher inocente demais para um homem com a sua alma maculada. Mas a babá apaixonada estava determinada a ajudá-lo a criar a criança misteriosa. E ninguém sabia o que poderia acontecer em seguida...




***

Primeiro livro da série ‘Estrela do Texas Country Club’. Através da história de Flynt Carson e Josie temos o início da trama/mistério que irá nortear os próximos livros. Tudo se inicia quando quatro amigos encontram, durante uma partida de golfe, um bebê abandonado; uma linda menininha chamada Lena. Com ela apenas um bilhete no qual apenas se pode ler o seu nome e a seguinte frase: “Sou sua filha”.

A partir de então começa a ‘aventura’ para se descobrir quem é o pai ( e a mãe); ‘paralelamente’ temos uma história sobre a máfia e falsa identidade (na verdade, acredito que essa é a verdadeira, principal história de toda a série, mas não quero entregar nada:)

Mas aí você me pergunta, e o romance? Pois é... Flynt é um dos que encontram a bebê e, pensando seriamente, que ela pode ser sua filha, ele a leva para casa. Josie é a ex governanta da casa de Flynt e sumiu da vida dele após dormirem juntos, há pouco mais de um ano atrás. Seria Josie a mãe de Lena?

Terei que ser sincera, o ‘romance’ entre Josie e Flynt não me convenceu; não consegui ‘senti-lo’, sabe? Primeiro tem o fato que eu não consigo imaginar um homem solteiro, ‘durão’, levando um bebê para casa- e depois, a relação dele com Josie nunca me parece verdadeira. Em um dado momento ela me parece uma pessoa orgulhosa (no bom sentido) e forte; depois tenho a impressão que só falta ela lamber as botas dele. Sem contar a insistência dela para eles *darem certo*. Honestamente? Me irritou.

Contudo, apesar desses poréms, Uma Tacada de Sorte é uma leitura divertida. Um bom início para uma série cativante:)

Cotação:
!!! (3/5)

Reações: