quarta-feira, janeiro 12, 2011

Desafio Literário: Como Ser Um Pirata, de Cressida Cowell

DESAFIO LITERÁRIO 2011- Janeiro | Janeiro: Infanto-Juvenil

Título Original: How to be a Pirate
Autor: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Gênero: Infanto-Juvenil
Temas: Piratas, Aventura, Amizade
Período: Há muito tempo atrás, na época dos Vikings...
"Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais temido herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo.

Nessa aventura eletrizante Soluço conta mais do início de sua história – quando ele ainda tinha muito o que aprender sobre como usar uma espada, sobreviver a naufrágios, escapar de dragões homicidas e desvendar os mistérios de um tesouro pirata muito bem escondido.

Aventura, ação, muito humor e ilustrações divertidíssimas: essa é a receita do sucesso da série de livros escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell – um universo irresistível que inspirou o filme de animação 3D Como treinar o seu dragão, sucesso de público no Brasil e no mundo, produzido pelos estúdios DreamWorks, que lançaram Shrek, Madagascar e Kung Fu Panda."






 

Como Ser Um Pirata, segundo livro da série Como Treinar Seu Dragão.

Já fazia algum tempo desde a última vez em que li um livro infantil (falo infantil mesmo, não YA ou para adolescentes) e posso dizer após a leitura que esta foi muita mais que prazerosa: foi simplesmente hilária.
Como Ser Um Pirata começa 1 mês após os eventos ocorridos em Como Treinar Seu Dragão (confesso que não li o primeiro livro mas vi o filme) e aqui reencontramos o nosso jovem herói Soluço, sempre acompanhado de pequeno dragão Banguela e de seu melhor amigo Perna-de Peixe, nas aulas de Como Ser um Pirata. Claro, que as aulas não são nada fáceis, especialmente por que Soluço não parece se dar muito bem a espada e, como sempre, tem Melequento, , o melhor aluno da turma que, juntamente com o amigo Bafoca, parecem adorar fazer da vida de Soluço um inferno.

"Soluço sentiu uma pontinha de felicidade.

Isso foi legal.

Bafoca estava ficando bravo. Ele bufou com fúria e desferiu um golpe mirando o corção de Soluço.
O garoto se esquivou do ataque com agilidade e...escorregou no limo que cobria parte do deque... e então Bafoca esticou o braço...agarrou Soluço pelas costas da camisa e o prendeu.

Isso já não foi lá tão legal."

Mas é então, que por um destes acasos do destino, durante a aula, é encontrado um Caixão com os seguintes dizeres esculpidos na madeira:

“AMALDIÇOADO SEJA AQUELE QUE PERTURBAR OS RESTOS MORTAIS DE BARBADURA , O TERRÍVEL, O MAIOR PIRATA A TER ATERRORIZADO AS ILHAS INTERNAS.”

É claro que aquele caixão chamou a atenção de todos- afinal, todos sabiam quem fora Barbadura, o terrível. E, principalmente, todos conheciam a história sobre seu tesouro enorme e grandioso- e jamais encontrado.

Ah, achar um tesouro seria muito bom, não acham? Mas havia um aviso explícito para se NÃO abrir o caixão, então...

O restante do livro é uma aventura incessante e hilária. Não importa a idade com que você esteja não há como não rir dos nomes absurdos dos personagens e principalmente das ilustrações inspiradíssimas.

Em vários momentos me vi como de volta à infância, rindo de situações absurdas (algumas até ‘gosmentas’) e deliciosamente engraçadas.

Adorei Soluço com seu jeito desastrado e levemente nerd, mas, com toda certeza, o meu personagem favorito foi Banguela. O pequeno dragão, preguiçoso e falastrão, é simplesmente adorável.

-Bem, então precisamos treinar-disse Soluço- Promete que não vai mais me morder, e sem cruzar as garras?

Assim que Soluço tirou as mãos de Banguela, o dragão ficou molenga e caído.
-B-B-Banguela está f-f-fraquinho...não dá para farejar desse j-j-jeito...- Ele gemeu pateticamente.

-CERTO!- disse Soluço- Eu lhe dou metade do peixe se você SE COMPORTAR BEM DE AGORA EM DIANTE.

-Tudo bem, então- murmurou o dragão, balançando as asas- Os D-D-Devaneios Banguelas são farejadores tão b-b-bons que não precisam ficar p-p-praticando , mas tudo bem.


O livro é de uma leitura fácil e rápida e além do aspecto aventuresco tem em suas páginas a mensagem de que um herói não se faz apenas com músculos mas também com inteligência e amizade. Contudo, nenhuma ‘mensagem’ é feita de forma moralista ou politicamente correta, o que faz deste pequeno livro ainda mais especial.

A autora nos mostra também que existe um momento para tudo: um momento para lutarmos- E, principalmente, um momento para aceitarmos que devemos esperar pela hora certa.

Um único, porém, talvez, seja a mudança do narrador de terceira (durante o livro) para a primeira (epílogo) pessoa ao final da estória. 



Como o filho de 9 anos de um primo meu disse, ‘Como Ser Um Pirata é uma aventura legal prá Caraca!’

Recomendo.

****************
A Série:

Como Treinar o Seu Dragão – Livro 2
Livro 1: Como Treinar o Seu Dragão
Livro 2: Como Ser Um Pirata
Livro 3: Como Falar Dragonês
Livro 4: Como quebrar a maldição de um dragão
Livro 5: How to Twist a Dragon's Tale  Inédito no Brasil
Livro 6: Hero's Guide to Deadly Dragons  Inédito no Brasil
Livro 7: How to Ride a Dragon's Storm  Inédito no Brasil
Livro 8: How to Break a Dragon's Heart  Inédito no Brasil
******************************


EXTRAS




Trailer do Filme Como Treinar Seu Dragão


Site da Autora: www.cressidacowell.co.uk/

Leia o Primeiro Capítulo AQUI
***

Cotação:

4/5

PS: Ah, acabei de criar uma página no Facebook para o Blog. Vá até lá e curta essa Conversa!

Reações: