segunda-feira, julho 23, 2012

O Senhor da Paixão , de Diana Palmer [Homens do Texas 25]


Título Original: Man in Control
Autor(a): Diana Palmer
Editora: Harlequin
Série: Homens do Texas 25
Coleção: Grandes Autores 17
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Romance de Banca.
Período: Contemporâneo. Jacobsville, Texas.
Alexander Cobb, agente do Departamento Antidrogas, e Jodie Clayburn eram inimigos mortais desde o dia em que ele a rejeitou. Mas, oito anos depois, uma missão secreta os une de novo. O texano alto e cínico não podia acreditar que a colegial com cara de bebê era agora uma bela mulher que aguçava seus sentidos e mexia com seu coração. E que ela o ajudaria a resolver o caso de tráfico de drogas que ameaçava acabar com a paz em Jacobsville. Ao ver-se profundamente apaixonado por Jodie, Alexander passa a arriscar tudo para conquistar e proteger a jovem inocente. Mas será que o corajoso agente secreto estaria pronto para enfrentar sua própria teia de perigo e desejo?



E o Intensivão da Palmeirão continua! Hoje chegou a vez de O Senhor da Paixão (para saber mais sobre a ordem de leitura: veja este post  ) .

Antes, contudo, algumas palavrinhas sobre como foi difícil conseguir esse livro. Tudo bem, eu já tinha lido em versão formato-Que-não-Deve-Ser-Nomeado mas eu queria o livro mesmo, comigo. O problema é que eu não achava em nenhum lugar pra vender. Bem, até achava, no Estante Virtual mas por preços ABSURDOS. 20, 30 reais. Sorry, eu amo Diana Palmer mas não pago isso por um livrinho de banca! Foi então que o encontrei no Sebo do Messias. Sabem por quanto? R$4,50! Isso mesmo. R$4,50. É por essas e outras que não compro no EV. Eu já gastei quase 200 reais numa edição especial ilustrada de Harry Potter. Foi um dinheiro bem gasto. A questão nem é tanto o preço, mas o abuso; A cara de pau de cobrarem 40 reais em um Sabrina que eu paguei 1 real numa banca-sebo em Santos. Porém, os preços continuarão abusivos enquanto as pessoas continuarem comprando sem reclamar, sem pesquisar. Não sei quanto a vocês, mas o meu dinheiro não nasce em árvore.

Mas, encerremos (por hora!) esse assunto e vamos ao que interessa: O Senhor da Paixão e o ogro mocinho da vez, Alex Cobb! Na minha resenha anterior, de Fora da Lei , eu havia feito uma classificação de ogrice (ou ogrisse? Ah, neologismos!). Judd Dunn é um ogro burro. Já Alex Cobb é uma subcategoria: ogro burro chato! Por que vou te falar, to pra conhecer personagem mais chatonildo que esse! Ô pessoa insuportável.

Ó Gódi, dê-me paciência para aturar a chatice do Alex Cobb!

É claro, sempre existe aquela raivinha intrínseca em relação aos mocinhos da Diana Palmer mas, geralmente, eles são apenas cavalgaduras, cruéis até mas não CHATOS. E Alex Cobb é um porre!

Um chato cruel. Ele e a irmão, Margie, conhecem Jodie Clayburn, há muitos anos. Alex ajudou Jodie quando ele mais precisava mas agora parece que só a tolera- chega até dizer que tem nojo dela! Afinal, ela não é do “mesmo nível social” dele e da irmã! Margie, então, é outra, que supostamente é amiga, mas trata Jodie como empregada!

Ah, mencionei que Jodie é apaixonada pelo Alex? Típico! Todavia, essa mocinha não de toda lesa e resolve dizer CHEGA! E dar as costas para a família Cobb.

E não é que, um tempinho depois, o cara-de-pau procura a Jodie precisando de ajuda em uma investigação? E a mocinha, que a gente julgava ter amor-própria volta aos seus dias de DONA CAPACHÃO.

O Senhor da Paixão não é dos melhores livros da Titia, além da estória ser mais fraquinha, a chatice de Alex me incomodou MUITO. Por sorte, a mocinha até tinha um pouco de amor próprio (mas também sofria daquele mal do “não sei o que quero!” sem contar os lampejos de capacho). O meu personagem preferido foi Derek, o “primo” de Alex e Maggie. Com certeza, ele, pra mim, foi o melhor do livro. Pena que apareceu tão pouco.

Este não é um livro ruim- ajuda a passar o tempo, é romântico e tem alguns toques de aventura e drama, mas, é o tipo de leitura esquecível, sem brilho.
Vale a leitura para quem é fã da autora.

E, sério, se é pra ser ogro, prefiro o Rodrigo Ramirez e Colby Lane. Ao menos, eles não são chaaaaatos!


A Edição
Infelizmente, esta edição deixou muito a desejar. Diversos erros de revisão, além de grafia errada (meu caro tradutor, é cowboy, não cAwboy) . Sem contar palavras truncadas e expressões ultrapassadas, como “broto”. O livro é de 2003, publicado no Brasil em 2005! Acho que só o Roberto e o Erasmo ainda falam “broto”, né?


Menções, Inter- Relações e Outros ’detalhezinhos’ :
- Jodie tem 25 anos. Alex, 33.
- A estória se passa 2 anos após O Último Mercenário

 Micah Steele e Calie Kirby : Médico residente. O Último Mercenário [Mercenários 6]: eles te uma filhinha

Cash Grier (!!!): chefe de policia. Renegado

Ebenezer Scott: Aventura Ardente

 Phillipe Hunter: Deusa Proibida [Ritter Oil/Marist 2] : Chefe de Segurança da Ritter Oil, empresa aonde Jodie trabalha.

 ColbyLane: Forasteiro[Hutton & Co 6]
- O Senhor da Paixão passas-se na mesma época que Forasteiro. É mencionada a cena em que Colby descobre um parentesco muito importante.



Outras Capas:

A Série Homens do Texas: ORDEM DE LEITURA

Cotação:
(3/5)

Reações: