quinta-feira, março 14, 2013

Conquista do Amor, de Candace Camp



Lady Irene Wyngate jurou jamais se casar, e manteve os pretendentes a distância com sua língua ferina. Mas há um homem que ela não consegue assustar: Gideon, herdeiro do conde de Radbourne. Sequestrado quando criança, ele cresceu nas ruas de Londres. Ainda que tivesse reencontrado a família, Gideon se sentia mais à vontade em mesas de jogo do que nos salões de baile da alta sociedade. Quando Irene é considerada uma esposa em potencial para Gideon, ela declina a oferta prontamente. Mas não consegue deixar de atender ao pedido de Francesca Haughston para tornar Gideon um nobre civilizado o suficiente para atrair um bom casamento. À medida que Irene e Gideon se tornam mais próximos, ela cede pouco a pouco ao amor. Porém, terríveis segredos familiares vêm à tona... e suas consequências podem ser devastadoras...



Segunda parte da série Cupidos, Conquista de Amor, não deixa nada a desejar a seu antecessor, Aposta no Amor. Eu, particularmente, gostei mais do primeiro livro, mas isso é apenas uma questão pessoal. Os dois livros são ótimos. Aliás, a série inteira (que eu já li), é uma delícia de se ler!
Antes de qualquer coisa, é sempre bom lembrar que, apesar de cada livro ter começo, meio e fim, as histórias devem ser lidas na ordem, pois, sim, existe uma sequência dos fatos.

Neste segundo livro, temos novamente a nossa casamenteira de plantão, Lady Francesa e desta vez o “objeto de ajuda” dela é Gideon, o conde de Radbourne. Conde perdido e achado. Gideon foi sequestrado quando criança, viveu anos na rua e só depois de adulto foi reencontrado para assumir “seus deveres”. Apesar da infância difícil, ele conseguiu prosperar, mas, ÓH QUE HORROR, através do comércio!

Gideon não é aquele tipo que tem horro ao casamento. Pelo contrário, ele sabe que tem que casar e produzir um herdeiro, mas o seu jeitão um pouco direto demais e sem muitas finezas não atraem muitas candidatas. A pessoa perfeita para ele já existe , na verdade. Porém, Lady Irene Wyngate prefere conhecer o diabo em pessoa a se casar. Como Francesa não dá ponto sem nó, ela convence Irene a ajudá-la a “educar” Gideon e assim ele conhecer uma boa esposa.

Já viram no que isso vai dar, né?

Esse negócio da mocinha ajudar o mocinho a arranjar uma esposa, nunca dá certo! E aqui não poderia ser diferente. Mas ao contrário de muitos outros livros com enredos parecidos, aqui, Gideon, está mais do que disposto a se casar com Irene.
É aí que entra em cena a cabeça-durice e, é claro, os traumas. O que seria de um romance sem um pouco de trauma, né?

O livro é uma movimentação sem fim, com pequenas (e grandes) surpresas surgindo até o último minuto, mas nada parece ser sem sentido ou corrido. Uma das coisas que gosto nos romances da Candace Camp, além da escrita, é como ela mistura muito bem o romance, humor e um pouco de crítica social.

No aspecto “romance” mesmo, achei Conquista de Amor pouco arrebatador, mas isso não diminui a leitura. Até porque, o casal protagonista é ótimo e tem uma ótima química juntos (tudo bem, dá vontade de dar umas chacoalhadas! rs). E eu gosto quando surge uma amizade entre casal. Dá um toque especial ao romance, fazendo a gente acreditar que não é apenas algo físico ou momentâneo.

Este é um livro alegre e divertido, daqueles que a gente lê de uma sentada- e, é claro, como no livro anterior, tem coadjuvantes maravilhosos!

Recomendo!





Título Original: The Bridal Quest
Autor: Cadance Camp
Editora: Harlequin
Gênero: Romance Histórico
Coleção: Rainhas do Romance Histórico 05
Série: Os Cupidos- Livro 2
Sub-Gênero/Assunto: Romance de Banca
Período: Regência




Série
Todos os livros foram publicados pela Harlequin Brasil
1- Aposta no Amor
2- Conquista de Amor
3- Bodas de Desafios
4- Dança da Corte

Capa Original:



4/5

Reações: