terça-feira, julho 09, 2013

Cartas de Amor, de Sandra Brown


As cartas de Kyla para seu marido, o sargento Richard Stroud, em serviço do outro lado do mundo, revelavam uma paixão capaz de superar a distância e fortalecer os laços do amor. Mas seu casamento terminou de forma trágica, deixando Kyla viúva com um filho recém-nascido. E o destino das cartas foi uma caixa de metal... Trevor Rule era o melhor amigo de Richard. Ao voltar para casa após seu tempo de serviço, trouxe consigo a correspondência de Kyla. A cada linha, se apaixonava mais pela mulher que as escrevera. Agora, ele precisa demonstrar a Kyla seus sentimentos, e convencê-la de que ambos têm direito à felicidade. No entanto, ele ainda esconde um segredo capaz de destruir o amor que tanto tenta proteger...


Pois é. Cartas de Amor foi um livro que chegou às minhas mãos cheio de recomendações. Ótimas recomendações; e recomendações de pessoas cujas opiniões eu respeito, confio, e “batem” muito com meu gosto pessoal. Além disso, é Sandra Brown. Para quem não sabe, ela é uma das minhas autoras favoritas, não exatamente a Sandra Brown dos romances mas a dos policias, mas mesmo assim, né? É dela, eu já to comprando! Pois bem, autora que gosto, ótimas recomendações, sinopse interessante... tudo para se convergia para ser um novo amor literário, não? É, não foi bem assim.

Sim, eu gostei do livro. É uma linda história de amor e de segunda chance, mas, honestamente, eu esperava muuuuito mais. Achei que o livro, a trama em si, tinha um potencial enorme, mas pelo próprio formato do livro (banca) não foi tão bem desenvolvido e tudo aconteceu muito rápido.

Trevor Rule, um ex- oficial da marinha sente-se responsável pela morte de seu melhor amigo , Richard Strout, durante um ataque terrorista à Embaixada Norte Americana no Cairo, na qual eles estavam em missão. O incidente causou a Trevor não só a dor da perda do amigo, mas também dores físicas como cicatrizes no corpo, a perda de um olho e uma perna coxa. No hospital, ainda na Alemanha, para aonde havia sido levado, Trevor estava sem perspectivas de vida até que cartas de Kyla Strout, esposa de Richard, ao marido. E são essas cartas que fazem Trevor sentir vontade de viver novamente, de ter novos planos... e conhecer Kyla.

Kyla, por quem ele se apaixonou só a tendo conhecido pelas cartas.
Porém, quando ele a encontra, não lhe diz quem é, e quando o a relação entre começa a estreitar, a sombra daquele passado parece estar sempre pairando sobre eles.

Visto assim, a história parece bonita. E é. Mas como eu disse, os fatos acontecem muito rapidamente. No início, Kyla, uma jovem viúva, mãe de bebê, sente-se muito receosa de começar um novo relacionamento; algo que é prontamente incentivado por seus pais e sua melhor amiga. Todos querem que ela siga em frente, viva a vida. Seja feliz. Porém, ela ainda tem dúvidas, e, sim, ainda, de certa maneira, sente saudades de Richard.

Eu entendi as motivações e as angústias da personagem. Gostei que ela não quis “se entregar logo”. E não estou falando só de sexo, mas de comprometimento. A morte de Richard foi trágica e as coisas não são esquecidas de uma hora pra outra.

É aí que entra a parte do “ir muito rápido” da trama. Os acontecimentos correm; correm no tempo da história, devo dizer. Talvez eu seja muito racional, mas, simplesmente não consigo embarcar nisso “oi, meu nome é fulano, te amo. Quer casar comigo?” Eu gosto de uma maior maturação de sentimentos e essa era uma história perfeita para isso, mas não aconteceu.

Cartas de Amor é um livro escrito nos 80, quando Sandra ainda escrevia sob o nome Erin St. Claire,  e isto está bem claro durante a leitura. Chega a ser até engraçado. A menção à Alemanha Ocidental me fez sentir muito velha!

Os personagens são interessantes e o casal protagonista é carismático e apesar de tudo, eu torci pelos dois. O problema é, como eu disse, tudo muito rápido e... anos 80! Trevor é descrito como um lindão gostosão. Hot. Sexy. Etc e tal. O fato dele usar um tapa olho até lhe confere um ar misterioso mas bigodão ?! NÃO!!!!! Bigodão e cueca azul claro?! Não dá! rs

Bem, Cartas de Amor não foi um livro que eu amei mas me proporcionou boas horas de leitura e diversão. Apesar dos problemas que eu tive com livro, Sandra Brown é sempre uma boa pedida e tenho certeza que muita gente irá gostar. E não dá pra negar que algumas passagnes são muito bonitas e, deculpem o tom "brega" mas acredito que irá tocar muitos corações.

Vale a pena a conferida.
Título Original: Above and Beyond
Autor: Sandra Brown
Editora: Harlequin
Coleção: Rainhas do Romance 41
 Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Romance de Banca, Segunda Chance, Viúvas, Crianças
Período: Anos 80. EUA.




*** Este foi a minha leitura para o mês de mês na Maratona de Banca. O tema é Sandra Brown.
Minha Lista: AQUI

****

E TEM PROMO, MEU POVO!
Ah, ficou curiosa (ou curioso, quem sabe?) com essa história? Está a fim de ler? Que tal ganhar esse livrinho? Quer saber como? Dá uma olhadinha AQUI:)


Outras Capas

E até o pessoal que fez as capas percebeu que bigodex não dá e tascou gilete! A breguiça é forte mas sem bigodón!

Cotação:
3.5/5

Reações: