terça-feira, abril 22, 2014

Against the Wall, de Julie Prestsater

Shelly Gelson had it all...a job teaching English at Carver High, her best friend Mel working by her side, and she's engaged to her high school sweetheart Chase Marino. That is until Chase breaks her heart and leaves her for another teacher at the school. Now Shel is left broken hearted and trying to figure out what she wants while watching Chase and the home wrecker make moon eyes at each other.

Enter Matt Fuller, Shel's friend for the past 5 years and the perfect rebound. He's gorgeous, smart, funny and fits into Shel's idea of the right guy. Only problem is there may be more there than just a simple rebound. Is it a way to fill a void left by Chase, or is there more smoldering between these two friends?

Find out what happens when the bell rings and the teenage drama ends and the adult drama begins. Who says being a teacher is boring? They obviously haven't met the teachers at Carver High.



Ah, que delícia de livro! Leve, divertido e romântico, Against the Wall é a típica leitura para desestressar e ler com um sorriso no rosto. Com uma história simples e direta, o livro é um chick-lit sem neuras nem personagens traumatizados; é basicamente humor e romance e eu adorei.

Shelly é uma jovem professora de um colégio de Ensino Médio que vive uma vida quase perfeita: é feliz na profissão, tem uma amiga que é praticamente uma irmã e um namorado que, ela acredita, dia ou mais dia, irá fazer “a proposta”. Porém, Chase, o tal namorado/quase noivo não só não faz “a proposta” como a troca por outra. Pior, Chase e a “outra” são professores na mesma escola na qual Shelly leciona e ela tem que suportar os momentos de carinho explícito do canalha traidor e da vaca outra sem poder fazer nada. Afinal, ela tem uma imagem a zelar, né?

Claro que Shelly fica arrazadíssima- e não para menos. Quem não ficaria? Foram mais de DEZ ANOS de relacionamento! E mais do que um coração quebrado, ela também teve o orgulho destruído. Porém, ao contrário de muitas mocinhas por aí, a intrépida professora decide ir atrás de um novo homem- um step mesmo; alguém que a faça esquecer Chase e a vaca. Sua amiga Melissa dá toda a força- e até sabe quem seria o candidato ideal: Matt, o cara mais gentil que elas conhecem. O problema é que Matt é um grande amigo e, pior, também trabalha como professor NA MESMA ESCOLA (que escola movimentada essa, né?!) e Shelly decidiu que não teria mais nenhum relacionamento com colegas de trabalho.

Agora, se eles iniciassem um “não relacionamento”... Bem, a gente já sabe aonde isso vai dar né?

Divertido, divertido, divertido! Eu normalmente não gosto muito de livros narrados em primeira pessoa, porém, Shelly é tão alto-astral e “louquinha” (no melhor sentido) que eu nem me importei com isso. Ela e Melissa fazem uma dupla perfeita, muitas vezes parecendo duas adolescentes mas, no fundo, nunca deixando de serem adultas. Tudo bem, analisando friamente, elas poderiam ser um “pouco” menos infantis, mas no conjunto da obra, isso passa batido. E quem não fica falando besteira quando está com a melhor amiga? Quem não ama falar barbaridades da zinha que roubou seu homem? Hein?!
E isso à base de muita cerveja- e cerveja da boa, senão Shelly nem chega perto! Sim, ela é bem esnobe no que diz respeito à marca de cervejas; é um diferenciador de homens: dependendo da cerveja que o cidadão está tomando, ela nem quer papo!

Claro que Matt passa no teste da Cerveja. Aliás, ele passa em todos os testes possíveis. Eu diria até que ele é quase o “homem Impossível” de tão perfeito e fofo. Ele e Shelly são perfeitos um para o outro, apenas ela que parece não ver isso. Ah, a cabeça-dura! E, sabe, ele não é daquele perfeito tipo chato não. Ele é perfeito do tipo cuti-cuti, que a gente quer levar pra casa!

A história apresenta alguns momentos sensuais, porém, ao contrário do que se possa parecer, este não é um livro HOT. Por diversas vezes, a questão da amizade era posta de maneira mais evidente do que o relacionamento sexual em si. Gostei disso.

Eu nunca havia lido nada da autora e gostei bastante de seu estilo descontraído e despojado. Gostei muito que, ao contrário de muitos livros do gênero, o mocinho não é nenhum milionário e a mocinha não é uma virgem inocente. São pessoas normais (ou, pelo menos, dentro da normalidade, rs) que vivem vidas comuns e precisam trabalhar para viver. Nada de sheikes ou de bilionários donos de superempresas.

Eu queria poder continuar falando mais, mas acho que é bom deixar vocês com um gostinho de quero mais. Para quem quer um livro solar, romântico e bem divertido, Against the Wall é mais do que indicado!

Recomendo!


Título Original: Against The Wall
Autor: Julie Prestcater
Editora: Importado
Gênero: Romance Contemporâneo
Série:Against the Wall-Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Chick-Lit, Professores, Amizade, Segunda Chance
Período: Atual. EUA.


Série:

Livro 1- Against The Wall
Livro 2-Between the Sheets
Livro 3-Straddling the Edge
Livro 4-Playing Chase


Gostou? Baixe o livro gratuitamente na AMAZON.

4.5/5

Reações: