quinta-feira, julho 09, 2015

[Resenha] Um Jogador Apaixonado - Ruth Langan


“Yale adorava as emoções do jogo. Apesr disso, nunca se considerara um proscrito, embora zombasse da lei dos homens. Preferia rotular-se como um indivíduo que vivia segundo as próprias leis.

Quis o destino que Yale, movido por seu alto senso de justiça, decidisse ajudar uma viúva e seus dois filhos a escapar de um bando de criminosos. E, para sua surpresa ela era Caroline McKinnon, a jovem que fora obrigado a abandonar. Caroline, que se tornara uma mulher cativante e corajosa, o fez ansiar por um lar e pelo amor de uma boa esposa, objetivos que ele sempre descartara. Mas o amor reacendido sobreviveria a uma escalada de perigos?”



Adorável.

Um Jogador Apaixonado é a continuação de Direito à Esperança e conta a história de Yale , o irmão rebelde dos Connover; aquele que nunca gostou muito de regras ou de obrigações.

Yale é um homem que diz menosprezar as regras e os ditames sociais, mas no fundo não deixa de ser um calheiro. Um herói em cavalo branco. Como acontece com tantos heróis romãnticos, uma decepção no passado acabou por moldar seu caráter, fazendo com que ele se afastasse da família- e mesmo se não tivesse entrado para a vida do crime, o jogo virou seu trabalho.

Mas quem nasceu para ser heroi...

Apésar de todo o seu desprezo pelas regras, Yale não consegue deixar de ajudar uma jovem viùva e seus filhos em apuros. Seria algo sem consequencias; apenas uma boa ação. Todavia, Caroline McKinnon não é uma estranha. Muito pelo contrário. Eles sabem que tem muita coisa para ser dita, ser passada a limpo- e Yale percebe que talvez seja a hora de voltar para casa.

Um Jogador Apaixonado é basicamente um “road-book” sobre as surpresas que a vida preserva, sobre segundas-chances. Tanto Caroline quanto Yale são sobreviventes à suas maneiras; ele sempre lutou contra tudo, ela sempre foi a favor das regras. Nenhum dos dois foi verdadeiramente feliz.

O livro mostra que nem sempre as escolhas são erradas ou certas para aquele determinado momento: são as únicas possíveis. Em determinado momento senti um pouco de raiva de Caroline, mas depois, pensando bem, o que ela poderia dizer? Fazer? Uma mulher, no interior dos EUA, em meados do século 19.

Ruth Langan tem um jeito muito especial de escrever, quase poético. A história em si não apresenta muitas novidades mas o que chama a atenção é o desenvolvimento dos personagens. Yale é interessante e complexo, cheio de pequenas nuances. Particularmente eu gostei mais do primeiro livro, mas acho que os personagens deste segundo são mais bem acabados.

Badlands é um série antiguinha da falecida Nova Cultural que merece ser descoberta ou redescoberta por todos aqueles que gostam de romances doces e bem escritos.

Um Jogador Apaixonado é um romance leve e ligeiro, daqueles que deixam a gente com um sorriso tolo no rosto.

Recomendo.


A série:

A trilogia Badlands foi publicada no Brasil pela falecida editora Nova Cultural. Bem que alguma editora podia reeditá-la #FicaAdica

Livro 1- Direito à Esperança
Livro 2- Jogador Apaixonado
Livro 3- Corações Indômitos

Título Original: Badlands Legend
Autor: Ruth Langan
Editora: Nova Cultural
Coleção: CHE 169
Série Badlands- Livro 2
Gênero: Romance Histórico
Sub-Gênero/Assunto: Velho Oeste, Cowboys, reencontro, Segunda-Chance, Viúva, Crianças
Período: Século 19. Dakota, EUA.

Capa original:


4/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: