terça-feira, dezembro 01, 2015

[Resenha] Apenas Respire - Susan Wiggs



“A cartunista Sarah Moon procura driblar os problemas da vida em sua tirinha 'Apenas Respire'. Enquanto Shirl, personagem principal e alter ego de Sarah, se submete ao tratamento de inseminação artificial, a situação por ela vivida começa a refletir as dificuldades de sua criadora para conceber um bebê. Nesta obra, Susan Wiggs apresenta uma narrativa sobre os sonhos despedaçados de uma mulher e a descoberta de novas esperanças. ”


Um bom livro.

Segundas-chances e reencontros estão entre os meus temas (literários) favoritos. Eu adoro ler sobre pessoas que reinventam, que conseguem encontrar uma forma de dar a volta por, de serem felizes.

Apenas Respire é justamente sobre isso. Se reinventar. Começar de novo- e por que não rencontrar a paixonite da adolescência?

Sarah Moon é uma cartunista que está em tratamento de inseminação artificial após o marido ter passado por intenso tratamento contra um câncer nos testículos. Enquanto o marido esteve doente, Sarah deixou praticamente de existir par cuidar do marido. Um dia, após uma sessão na clínica de fertilidade, ela resolve ir ao trabalho dele e fazer uma surpresa- mas quem é surpreendida é ela: o safado estava no nheco-nheco com outra.

Ultrajada e ferida, Sarah larga tudo e resolve voltar para sua cidade natal, uma cidadezinha na costa da Califórnia. Ela não sabe o que vai fazer, mas simplesmente não pode mais ficar na mesma casa, na mesma cidade que aquele homem.

Obviamente, se apaixonar (ou simplesmente se envolver) por outro homem está completamente fora dos planos. Mas sabemos que não podemos controlar essas coisas, né? Sarah não pode. Ainda mais quando reencontra Will Bonner (só agora reparei no nome! O.o ), a paixão da adolescência. Anos atrás, Will é o garoto mais popular e Sarah, a esquisita. Hoje, ele é o chefe dos bombeiros e mora com a filha adolescente de sua ex-mulher.
É justamente Aurora, a filha de Will, quem acaba tendo um primeiro contato com Sarah. Amante das artes, a menina vê na mulher mais velha uma inspiração. Essa espécie de amizade acaba por juntar Sarah e Will. É justamente quando Sarah acha que sua vida está entrando nos eixos que ela tem um enorme surpresa.

Gostei bastante. Susan Wiggs consegue fazer de uma história que poderia ser triste e pesada e algo prazeroso e, em alguns momentos, até divertido. Sarah é uma mulher que deixou pensar em si mesma para cuidar do marido (o que acho não se pode estranhar, afinal ele estava com câncer) mas quando a traição aparece ela não dá ouvidos para discução. Ela sabe que precisa ir embora e, após muito tempo, pensar em si mesma. É á partir daí que ela começa a perceber que o casamento já estava no fim a muito tempo. A traição, por mais dura que tenha sido, foi apenas a cereja do bolo.

É bom ver uma mulher que quer seguir em frente, mas ao mesmo tempo tem os seus momentos de fraqueza e melancolia. Sarah não é uma super-heroína e Will tampouco é o herói perfeito, apesar de aparentar ser.

Eles nunca haviam sido amigos no passado mas é interessante ver como os anos e a maturidade podem mudar as pessoas. Will tinha um destino traçado quando era adolescente mas as coisas não saíram exatamente como planejado. O reencontro- e consequente amizade entre eles é mostrada de forma sensível.É um relacionamento que primeiro se estabelece atrás da confiança.

Vale também ressaltar que a história é intercalada por tirinhas de Shirl, a personagem alter-ego de Sarah e em cujas situações se espelham no que está acontecendo no livro.

Apenas Respire é um livro de ritmo constante, com uma escrita agradável. Muitas coisas acontecem no decorrer da trama e se, por um lado, isso enriqueceu a história, por outro, também foi o seu maior defeito. Achei que muitas situações passaram rápidas demais e faltou também profundidade em alguns momentos. Por mais de vez eu quis que a autora tivesse “demorado” um pouco mais em determinada situação.

De qualquer forma, Apenas Respireé aquele tipo de livro que faz a gente pensar um pouco e, mais importante, deixa o leitor satisfeito, feliz. É uma história sobre pessoas comuns mas especiais, a sua maneira. Se éque isso faz sentido.

Recomendo!

PS: detestei a capa!



Título Original: Just Breath
Autor: Susan Wiggs
Editora: Harlequin
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Gravidez, Segunda-Chance, Drama
Período: Atual. EUA.
Outra Capa:



4/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: