quinta-feira, julho 07, 2016

[Resenha] O Sobrevivente - Gregg Hurwitz


“No parapeito de uma janela de banheiro no 11º andar do First Union Bank, Nate só tem mais um objetivo na vida - reunir a coragem necessária para saltar e acabar com os seus problemas.De repente, ele ouve tiros dentro do banco e, ao espiar o que está acontecendo, vê uma cena terrível - criminosos mascarados disparando cruelmente em qualquer um que se coloque em seu caminho. Enquanto sustenta o olhar de uma mulher agonizante, Nate toma uma decisão. Lançando mão de seu treinamento militar, ele consegue render e matar todo o grupo, exceto o seu líder. Antes de escapar, o homem deixa claro que ele se arrependerá de seu ato heroico. Ele está certo. Em poucos dias, Nate é sequestrado pela mafia ucraniana e recebe uma ameaça - precisa voltar ao banco e concluir a tarefa que os bandidos não puderam cumprir. Do contrário, sua ex-mulher - pela qual ainda é apaixonado - e a filha adolescente, que não o reconhece mais como pai, serão brutalmente assassinadas. Enquanto o tempo corre de maneira implacável e o prazo de Nate se aproxima do fim, ele luta não só para salvar as duas da morte, mas também para recuperar sua confiança e seu amor.”

Quando eu vi a capa de O Sobrevivente pela primeira vez não fiquei muito empolgada. Sei lá, mas me parecia ser um romance sci-fi. Contudo, comecei a ler alguns comentários empolgados ( de pessoas nas quais eu confio) e então o bichinho da curiosidade me pegou. Na última Bienal ele estava com um bom preço e pensei, por que não?.

Quase um ano se passou e só agora consegui ler o bendito e... gostei, mas não me empolguei.

Tudo começa com uma tentativa frustrada de suicídio. Aos 36 anos, diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotráfica, sofrendo de transtorno pós-traumático após ver o melhor amigo morrer em batalha e longe da mulher e da filha, Nate Overbay não vê outra alternativa a não ser se jogar 11 andar de um edifício bancário. Era um plano perfeito, o problema é justamente naquele momento escolhido por Nate, o banco foi assaltado-e ele, num último ato de heroísmo, resolve intervir.

O problema é que não era um roubo comum, assim como não eram comuns aqueles por trás do crime e, claro (não precisamos ser muito espertos para adivinhar) Nate iria pagar. Nem que fosse com a vida da filha. Ele só teria que “terminar” o serviço.

O que eu mais gostei em O Sobrevivente foi o seu enredo, o seu pontapé inicial. O autor começa sua história sem meias palavras, entrando com a ação já de supetão. Equilibrando muitíssimo bem a adrenalina do assalto com o drama e tragédia iminente do suicídio. É um começo diferente e espetacular e embora o ritmo de “thriller” não diminua durante todo o livro, senti que a história em si começa a deixar a desejar.

Ao mesmo tempo que eu gostei da forma como Nate vai voltando à vida da filha e da ex-mulher, achei o “lado do bandido” um pouco forçado demais, me fazendo lembrar daqueles filmes “B” de ação que passam depois do Fantástico. Muita adrenalina, mas bem forçado no que diz respeito às relações humanas. Sem contar que ter um herói que só pensa em se suicidar é bem deprimente.
Apesar disso, O Sobrevivente é daqueles livros que te pegam de jeito. Como eu já mencionei, o início é espetacular e depois dele é impossível sossegar antes de terminar a leitura. Sem contar que o autor usou de alguns elementos interessantes na obra, como as “conversas” entre Nate e o “fantasma” de seu amigo. A meu ver, são os momentos mais humanos no livro, onde podemos ver, enxergar, como a guerra realmente afetou nosso herói. O clima sombrio é quebrado pelo namorado sem noção da filha de Nate.

Dentro de seu gênero, O Sobrevivente é um livro interessante e movimentado, com uma narrativa segura e muito bem desenvolvida. O problema é que “eu” não consegui me empolgar, me apaixonar pela história e seu protagonista. É onde entra a velha questão do gosto pessoal. O final é maior exemplo disso: não gostei, mas achei perfeito.

Para quem gosta de thrillers de ação, com bastante movimento e uma pitada de drama, O Sobrevivente é uma leitura interessante, bem acima da média.



Título Original: The Survivor
Autor: Gregg Hurwitz
Editora: Arqueiro
Gênero: Thriller
Sub-Gênero/Assunto: Doenças, Suspense
Período: Atual. Califórnia, EUA.
Outra Capa:


3.5/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: