terça-feira, julho 18, 2017

[Resenha] Boneco de Pano - Daniel Cole


“Um corpo.
Seis vítimas.

O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano.

Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf.

Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar.

Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.”



Instigante.
Quando eu recebi Boneco de Pano eu não sabia muito bem o que esperar; na verdade, quando se trata de romances policiais/suspenses quanto menos se souber antes de começar a leitura, melhor. Isto torna escrever a resenha ainda mais complicado.

Tudo se inicia com um julgamento.

Não, existe um “corpo”é descoberto. Um “boneco” grotesco formado pelas partes de 6 diferentes corpos.

Ligado a isso, uma lista com seis futuras vítimas. Um policial com sérios problemas psicológico. Uma jornalista em busca da “grande chance”em sua carreira.

Boneco de Pano”é uma mistura de filme policial padrão com CSI, onde a vida perturbada de seus personagens está intrinsecamente ligada à investigação. É aquele tipo de história em que tudo tem uma razão de ser, por mais desconexa que pareça.

Ao mesmo tempo em que o caso em si é instigante, bem original e prende bastante a atenção, o que vemos no decorrer da trama que o centro da história é o detetive Willian “WOLF” Fawkes. De certa maneira, tudo gira em torno dele. Wolf é aquele tipo de personagem intenso e falível mas que, não sei bem explicar o por quê, repele um pouco o leitor.

É um estranho fascínio.

Além disso, é interessante notar a crítica nem um pouco sutil a imprensa e sua “sede”de escândalos. Boneco de Pano tem uma história muito interessante, bem construída e com boas virada. Tudo se encaixa perfeitamente, exceto por um detalhe (que, confesso, me deixou na dúvida #spoiler)

Não foi o melhor romance policial que li, mas a escrita agradável e a história bem original, tornaram a leitura muito boa.

Muita ação e bons personagens.

Ah, e um final frustrante.

Recomendo.


**Livro cedido gentilmente pela Editora**


Título Original: Ragdoll
Autor: Daniel Cole
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance Policial
Série: Detetive William-Fawkes- Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Serial Killer, Crime e Mistério, Suspense, Homens da Lei
Período: Atual. Londres, Inglaterra.


4/5
 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

Reações: