domingo, novembro 29, 2009

'Um Príncipe Irresistível', de Patricia Grasso (CH 425)

Um príncipe Inesquecível





Título Original: Tempting the Prince
Autor: Patrícia Grasso
Editora: Nova Cultural
Colecão: Clássicos Históricos n. 425
Série: -Irmãs Flambeau e Kazanov’s
Gênero: Romance
Sub-Gênero/Assunto: Romance Histórico, Mistério/Crime, Gravidez, Maternidade/Paternidade, Marcas&Cicatrizes, Realeza, Serial Killer
Período: Era Regencial
Sinopse:

Londres, 1821

Escandalosa sedução
Quando um sórdido ataque deixa Belle Flambeau com uma cicatriz horrível no rosto, ela se afasta da sociedade, e sua esperança de encontrar um grande amor desaparece. Mas o desconhecido atraente e ferido que procura abrigo em sua casa parece determinado a provar o contrário, iniciando uma sedução lenta, deliciosa e absolutamente escandalosa...

O príncipe Mikhail Kazanov deseja, e precisa, de uma esposa amorosa e carinhosa, não uma das jovens e fúteis caçadoras de fortunas que não se cansam de tentar cativar sua atenção. Encantado com Belle, ele usa de subterfúgios para conquistá-la. Mas embora a poderosa atração entre ambos acabe explodindo numa verdadeira magia sensual, a verdade afasta Belle em direção a um caminho perigoso. Agora, com um inimigo revelando suas intenções violentas, Mikhail precisa encontrar um meio de reconquistar a confiança de Belle. Pois, com o amor de ambos, e a vida dela, em perigo, ele não pode correr o risco de falhar...



***


Eu tenho uma relação de amor e ódio com os livros de Patricia Grasso. Alguns eu amo; acho-os leves e divertidos. Outros, eu detesto. Okay, detesto é um termo um pouco forte demais. Digamos, desgosto. Acho-os chatos e maçantes. Este Príncipe Irresistível poderia facilmente se enquadrar na primeira categoria, porém, apesar da trama ágil e das personagens interessantes, ele apresenta vários problemas de condução. Ou melhor dizendo, de desenvolvimento da trama.
Em outras palavras, é tudo muito rápido. Todas as mágoas, intrigas, brigas se resolvem com uma rapidez ridícula e aborrecida. Por exemplo, o mistério que entremeia a trama. Pessoalmente, gostei muito das pequenas inserções nas quais os crimes e/ou suas motivações são apresentados pelo ponto de vista do assassino. Contudo, esse recurso literário não é suficiente para aplacar uma certa decepção quando o mistério é resolvido. Patético, para dizer o mínimo. Todo o cuidado literário é posto por água abaixo com uma solução tão rápido e apressada que se você estiver distraído, poderá passar batido.
E isto é apenas 1 (um) exemplo.

Como não li o livro no original, não sei ao certo se este apressamento se deve realmente a autora ou à tradução. Venho percebendo que existe, de forma geral, uma enorme falta de cuidado nas traduções dos chamados livros de banca. Uma falta de cuidados que vai desde traduções errôneas como traduzir certas expressões ao pé da letra, corte de partes (importantes ou não) de uma história, confusão com os nomes das personagens e principalmente o uso exagerado de certas palavras e expressões como bruxuleante, sensual, picos rosados...

Contudo, o que realmente me irrita no que se refere a essas traduções é a mania de se tentar parecer sexy; transformando uma cena que era para ser romântica e sim, por que não, sensual em algo totalmente brega e por muitas vezes de mau gosto.

"-Você é linda- Mikhail afirmou ao olhar o corpo de Belle- Seus seios são perfeitos, e os bicos são como pequeninas cerejas maduras. Prontas para o amor." (p.101)


Pois bem, talvez agora alguns possam pensar que eu não recomendarei este livro. Pelo contrário, Um Príncipe Irresistível é sim uma leitura agradável e sim eu o recomendo. Tenho certeza que muitas vão gostar dessa história.
Este é um daqueles livros em ao final da última página podemos afirmar que foi um livro agradável mas que poderia ter sido muito melhor.


Ah! E é claro que nem estou comentei sobre o fato de que este livro faz parte de duas (!!) séries: é o quinto (!!) livro de uma série (Kazanov’s) e o segundo de outra (Irmãs Flambeau) . Um detalhe que foi omitido pela editora...

Cotação:

Reações: